Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

25 Março de 2020 | 10h06 - Actualizado em 25 Março de 2020 | 10h06

Redes sociais constituem alternativa para divulgação de factos

Malanje - O secretário-geral do Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA), Teixeira Cândido, apelou nesta terça-feira, em Malanje, à classe no sentido de terem as redes sociais como uma alternativa para divulgar factos, mas sem caírem na tentação de andarem a reboque das mesmas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Secretário-geral do Sindicato de jornalistas angolanos (SJA),Teixeira Cândido (arq)

Foto: Rosário dos Santos

Para Teixeira Cândido, nestas plataformas os jornalistas devem assumir uma posição responsável, difundindo informações que obedeçam os pressupostos deontológicos, de modo a informar os cidadãos com exactidão e lhes permitir tomar decisões correctas.

O líder sindical, que falava sobre "deontologia profissional", no workshop regional sobre “A relevância do jornalismo local nas eleições na era digital”, sublinhou que nas redes sociais o jornalista tem a obrigação de se diferenciar dos outros cidadãos e não deve perder de vista a ética e deontologia profissional.

Por sua vez, o jornalista Herculano Coroado destacou o papel da imprensa regional na compreensão dos fenómenos eleitorais locais, sempre em obediência à justiça, imparcialidade, equilíbrio e isenção, sem descurar a lei eleitoral e outros normativos que norteiam o exercício da actividade jornalística.

Reforçou que a imprensa local serve para dar voz à comunidade da região em que se insere e representa o “olho e o ouvido do país e do mundo”, devendo por isso superar os condicionalismos de ordem política, económica, militar, cultural, entre outros.

Frisou que na era digital é de todo importante que, a par dos medias tradicionais, os jornalistas façam recursos às novas plataformas digitais, com realce para o Facebook, WhatsApp, Youtube, com vista a difundir as incidências em torno do processo eleitoral, dos candidatos e seus programas.

A formação visou dotar os jornalistas de ferramentas para fazer face aos próximos desafios eleitorais, nomeadamente as eleições autárquicas e gerais.

O workshop regional contou a participação de 20 jornalistas das províncias de Malanje, Moxico, Lunda Norte e Lunda Sul.

Leia também
  • 25/03/2020 10:19:52

    Ex-administrador do Muconda detido por peculato

    Saurimo - O Serviço de Investigação Criminal (SIC) na Lunda Sul deteve, nesta segunda-feira, o ex-administrador municipal do Muconda, Francisco João, por supostamente ter desviado cinco viaturas, destinados ao transporte de pacientes do hospital e pessoal da administração local, no período de 2009-2017.

  • 24/03/2020 18:27:42

    Centro Ortopédico da Huíla cadastra portadores de deficiência

    Matala - O Centro Ortopédico da província da Huíla, localizado na cidade do Lubango, começou hoje, terça-feira, a registar pessoas portadoras de deficiência física do município Matala, para beneficiarem de próteses ortopédicas.

  • 24/03/2020 10:10:46

    Administração do Lubango cadastra 29 mil vulneráveis

    Lubango - Vinte nove mil cidadãos foram cadastrados pela administração do Lubango, na Huíla, como habitantes de zonas de risco, seis mil em situação de emergência, informou o administrador, Armando Vieira.