Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

22 Maio de 2019 | 09h22 - Actualizado em 22 Maio de 2019 | 09h16

Mais de dois mil bilhetes por se levantar no Serviço de Identificação

Benguela - Dois mil e 280 bilhetes de identidade, emitidos nos últimos 24 meses, foram abandonados pelos seus requerentes, no departamento provincial de Identificação Civil e Criminal de Benguela, informou hoje, nesta cidade, o responsável desta instituição, Celestino Canguanda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Emissão de Bilhete de Identidade

Foto: Pedro Parente

Em declarações à Angop, Celestino Canguanda mostrou-se agastado com a situação, pois é bastante elevado o número de cidadãos que requerem esse documento e posteriormente não efectuam o seu levantamento, uma vez que a sua emissão acarreta custos para o Estado angolano.

Na sua óptica, o abandono dos BI deve-se ao facto da sua emissão ser grátis quando tratado pela primeira e ao baixo custo da sua renovação, quatrocentos e cinquenta e cinco kwanzas (455,00 Akz), fazendo com que o cidadão não dê muita importância ao documento.

Explicou que o sector recebe por dia uma média de 120 a 150 processos e que emite entre nove a 12 mil BI/mês. Demora em média sete dias nas sedes provinciais, enquanto nos municípios do interior pode levar até 15 dias, prazos aprovados pela Assembleia Nacional, enfatizou.

Celestino Canguanda pediu aos utentes que procurem o Serviço de Identificação, com vista a procederem o levantamento dos seus documentos, bem como o apoio dos órgãos de comunicação social, igrejas, administrações, direcções de escolas e ONG, para incentivarem os cidadãos a não abandonarem os BI nos referidos postos.

“O sistema de emissão foi concebido de forma que tão logo recebamos os BI nos nossos postos, o cidadão é alertado via mensagem por telefone, dando-lhe a conhecer a disponibilidade do documento, daí que o campo do número de telefone passou a ser obrigatório. Caso o cidadão não possua telefone, exige-se o de alguém muito próximo, que saiba o seu nome, para que receba a informação”, disse.

O chefe de departamento adiantou que a província conta com nove postos de identificação civil e criminal, sendo um em cada município, excepto a Catumbela que está sem cobertura por falta de instalações.

Leia também
  • 17/05/2019 09:45:03

    Cidade de Benguela completa hoje 402 anos de existência

    Benguela - A cidade de Benguela, capital da província homónima, celebra hoje, 17 de Maio, 402 anos desde a sua fundação, em 1617, por Manuel Cerveira Pereira.

  • 16/05/2019 19:38:39

    Bombeiros registam mais de 40 mortes por afogamento em Benguela

    Lobito - Quarenta e oito pessoas morreram vítimas de afogamentos na época balnear 2018/2019, na província de Benguela, menos oito comparativamente ao igual período anterior, disse hoje à Angop uma fonte dos Bombeiros.

  • 15/05/2019 17:10:55

    Governo de Benguela homenageia Dumilde Rangel

    Benguela - O Executivo da província de Benguela homenageou hoje, quarta-feira, o seu antigo governador, Dumilde das Chagas Simões Rangel, falecido a 10 do corrente, vítima de doença, em Portugal, com a abertura de um livro de condolências.