Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

12 Dezembro de 2019 | 14h08 - Actualizado em 12 Dezembro de 2019 | 14h07

Violência doméstica abranda no município da Caála

Caála - Os casos da violência doméstica no município da Caála (Huambo) reduziram de 252, em 2018, para 193 no presente ano, com a intensificação da campanha de sensibilização e humanização das comunidades, disse hoje, quinta-feira, a ANGOP, a directora local da Acção Social, Família e Igualdade de Género, Ermelinda Nazaré Paula Patrício.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Entre os casos, segundo a responsável, constam a fuga à paternidade, ofensas morais, falta de prestação de alimentos e separação dos casais, esta última motivada pelo consumo excessivo de bebidas alcoólicas e a incapacidade financeira.

Ermelinda Nazaré Paula Patrício apontou ainda a falta de responsabilidade na gestão do lar e o desconhecimento da Lei sobre a Violência Doméstica, como as grandes razões dos 193 casos registados este ano, que tem trazido muitas consequências às crianças, mulheres e idosos.

Contudo, a responsável informou que a redução dos casos, em comparação com o ano anterior, deve-se também ao aumento da consciência jurídica, por parte das famílias, resultante da intensificação da campanha de moralização da sociedade, que visa resgatar os princípios éticos e culturais.

Realçou igualmente o reforço da sensibilização sobre o verdadeiro papel da família na edificação de uma sociedade equilibrada e humanizada, uma acção que tem sido desenvolvida em parceria com as igrejas, autoridades tradicionais e organizações não-governamentais.

Perante tal realidade, Ermelinda Nazaré Paula Patrício disse que as autoridades vão continuar a trabalhar, em conjunto com os seus parceiros sociais, para desencorajar comportamentos anti-sociais, no sentido da construção de uma sociedade alicerçada em valores morais, cívicos, culturais e patrióticos.

O município da Caála, com três mil e 680 metros quadros de extensão territorial, possui 331 mil e 23 habitantes, distribuídos em quatro comunas (Calenga, Catata, Cuima e Sede) que, na sua maioria, faz da agricultura principal fonte de sustento. 

Assuntos Província » Huambo  

Leia também
  • 12/12/2019 13:33:07

    Detido jovem por desenterrar corpo de um cidadão no Londuimbali

    Londuimbali - Um jovem de 22 anos de idade, residente na aldeia de Sacawewe, comuna do Ussoque, município do Londuimbali (Huambo), foi detido esta semana pelas autoridades locais, por ter desenterrado o corpo de um cidadão de 28 anos que jazia, deste o mês de Setembro, no cemitério local.

  • 12/12/2019 13:19:02

    Estudante suicida-se ao reprovar de classe

    Huambo - Um estudante, identificado por Paulo Sikuikui, do liceu Joaquim Kapango, na cidade do Huambo, suicidou-se na quarta-feira, depois de saber que tinha reprovado de classe, numa altura em que estava a criar condições para frequentar o ciclo preparatório, antevendo o exame de ingresso ao ensino superior no ano académico 2020.

  • 11/12/2019 15:27:19

    Sociedade civil defende melhoria do policiamento de proximidade

    Huambo - A sociedade civil da província do Huambo defendeu, esta quarta-feira, o melhoramento do policiamento de proximidade dentro e fora das comunidades, tendo em vista a prevenção e diminuição da criminalidade, apesar de reconhecer que a situação da segurança pública na região evoluiu de forma satisfatória.