Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Sociedade

15 Novembro de 2019 | 16h52 - Actualizado em 15 Novembro de 2019 | 16h52

Chuva desabriga famílias na Ganda

Ganda - Oito casas e três capelas da igreja Católica ficaram sem tecto e 35 pessoas desabrigadas, em consequência da chuva torrencial acompanhada de forte ventania e granizo que se registou na tarde desta quinta-feira, na cidade da Ganda (Benguela), soube hoje a Angop.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Chuva destrói casas (arquivo)

Foto: Diniz Simão

Segundo apurou a Angop de fonte da administração municipal local, a chuva destruiu parcialmente também as coberturas de alguns compartimentos da delegação municipal dos Serviços de Informação e Segurança do Estado (SINSE), afectou o tecto da residência do administrador da Ganda, bem como deixou as ruas alagadas e cheias de lixo (folhas e troncos de árvores) e feriu uma pessoa.

O director dos Serviços Técnicos da Administração Municipal da Ganda, Adalberto Simão, disse que uma equipa técnica trabalha já no terreno para proceder o levantamento exacto dos dados definitivos que poderão ser fornecidos a posterior, cuja cidade e bairros periféricos da Maia II, Lomba e Esperança foram os mais afectados.

Entretanto, uma cidadã de 29 anos de idade ficou gravemente ferida em consequência de uma  descarga atmosférica por volta das 13h30 desta quinta -feira, encontrando-se neste momento nos cuidados intensivos do hospital municipal da Ganda.

A vítima, moradora no bairro da Maia II, encontrava-se a estender a roupa no quintal de casa, na altura em que foi atingida por um raio e ficou inconsciente.

O médico de clínica geral do hospital da Ganda, Gaspar Vicente, garantiu que a paciente está fora de perigo e não sofreu queimaduras, estando a reagir bem ao tratamento a que está submetida.

Leia também
  • 15/11/2019 16:47:52

    Bairros do Lobito voltam a ter energia após incêndio em subestação

    Lobito - O fornecimento de energia nos seis bairros da zona alta da cidade do Lobito que ficaram sem electricidade desde quinta-feira à noite, devido a um incêndio na subestação da Quileva, já começou a ser restabelecido na tarde desta sexta-feira, apurou a Angop.

  • 14/11/2019 20:27:30

    Reposta novamente circulação no troço Caimbambo/Chongoroi

    Benguela - A circulação rodoviária no troço Katengue (Caimbambo)/Chongoroi, na estrada nacional nº 105, na província de Benguela, foi reposta pela segunda vez, garantiu hoje, nesta cidade, o vice-governador local para o sector técnico e de infra-estruturas, Leopoldo Muhongo.

  • 14/11/2019 15:41:04

    Lançada obra sobre justiça militar

    Benguela - O livro “A Tutela Constitucional da Justiça Militar em Angola”, da autoria de Matias Caxixi, foi lançado hoje, quinta-feira, na Universidade Jean Piaget de Benguela, apurou a Angop.