Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

26 Maio de 2020 | 19h44 - Actualizado em 26 Maio de 2020 | 19h43

Médicos cubanos formam técnicos angolanos na Huíla

Lubango - Pelos menos 130 médicos e mais de três mil enfermeiros da província da Huíla começaram hoje uma formação de especialidade ministradas por 17 médicos cubanos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: médicos cubanos recém-chegados

Foto: José Filipe

A formação, que prevê cinco módulos, vai até Novembro, mas este, o primeiro, com duração de dois meses tem foco na actualização de conhecimentos ligados ao rastreio, diagnóstico e gestão de doenças respiratórias comuns.

O primeiro módulo, de um toal de cinco, com duração de dois meses de capacitação cada, tem o foco na actualização de conhecimentos ligados ao rastreio, diagnóstico e gestão de doenças respiratórias comuns, disse hoje, terça-feira, a directora do gabinete da saúde, Luciana Guimarães.

Segundo a directora do gabinete da saúde, Luciana Guimarães, até Novembro os técnicos angolanos terão em aprendizagem outros quatro módulos, ligados às doenças da maternidade, doenças infecciosas e o VIH/SIDA, doenças pediátricas, assim como doenças diarreicas e crónicas.

A previsão é que os restantes municípios, onde já foram encaminhados os médicos cubanos, iniciem ainda esta semana a mesma formação, que ressalta a importância do procedimento para melhor gerir patologias de especialidade e cobrir a carência de médicos especialistas.

A rede sanitária da Huíla é composta por quatro hospitais provinciais, 74 centros médicos e 188 postos de saúde, acumulando 2.319 camas, asseguradas por 186 médicos, entre nacionais e expatriados e três mil e 334 enfermeiros para atender cerca de dois milhões, 497 mil e 422 habitantes.

Angola conta com apoio de 256 médicos cubanos, que chegaram ao país a 10 de Abril, no âmbito da luta contra o novo coronavírus (covid-19).

Leia também