Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

10 Abril de 2020 | 12h46 - Actualizado em 10 Abril de 2020 | 12h44

Covid-19: Autoridades encerram 28 mercados informais

Lubango - Pelo menos 28 mercados, maioritariamente informais, foram encerrados pelas autoridades da província da Huíla, nos últimos 13 dias, durante o Estado de Emergência no país, face à covid-19, por serem considerados locais de risco, sem o garante das condições de higiene.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação foi avançada hoje, sexta-feira, no Lubango, pelo comandante da Polícia Nacional na Huíla, comissário Divaldo Martins, afirmando que entre os mercados encerrados destaca-se o do Mutundo e a Praça do Peixe, no município do Lubango, sendo que os efectivos estão a fazer patrulha diária, para que a ordem seja cumprida.

“Os mercados foram encerrados com a ajuda das administrações e a polícia faz com que a ordem seja cumprida, estando em funcionamento mercados que têm as condições de higienização e segurança dentro das medidas orientadas pela Organização Mundial da Saúde”, disse.

Em relação ao crime de desobediência, o comissário declarou que mais de 400 cidadãos foram detidos por estarem a circular sem justificação, a exercer actividades não autorizadas ou fora do horário estipulado, assim como aqueles que se insurgiram contra as forças policiais.

Foram igualmente apreendidos mais de 400 motociclos por exercerem a actividade de mototáxi, disse o comandante, admitindo que o processo não é fácil, mas julgam que com alguma colaboração dos populares e apoio do Governo vão conseguir paulatinamente diminuir a circulação.

  

Fez saber que os efectivos da delegação do Ministério do Interior na Huíla têm a tarefa de garantir a segurança da cerca sanitária nos 11 postos de controlo na província, impedindo a entrada de pessoas fora do quadro de excepção definida.

O Estado de Emergência cumpre nesta sexta-feira 15 dias, tendo sido prorrogado automaticamente na quinta-feira, pelo Presidente João Lourenço, com a anuência da Assembleia Nacional.

Assuntos Província » Huíla   Saúde  

Leia também
  • 10/04/2020 19:11:51

    Covid-19: Fronteiras invioláveis

    Luanda - As fronteiras angolanas estiveram calmas, seguras e invioláveis durante os primeiros 15 dias do regime de Estado de Emergência, que vigora em todo o país, desde o dia 27 de Março último, para conter a proliferação do novo coronavírus (covid-19).

  • 10/04/2020 14:27:15

    Covid-19: Cidadãos concluem quarentena na Lunda Sul

    Saurimo - Quatro cidadãos provenientes de Portugal e Brasil foram concluíram a quarentena domiciliar e institucional pelas autoridades sanitárias da província da Lunda Sul, por não apresentarem sintomas compatíveis com o novo coronavírus (covid-19).

  • 10/04/2020 14:20:38

    Covid-19: Unidades hoteleiras em Mbanza Kongo sem clientes

    Manza Kongo - A taxa de ocupação de quartos nas principais unidades hoteleiras da cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire, reduziu significativamente nos últimos dias, devido à pandemia de Covid-19 que assola o mundo.

  • 10/04/2020 14:12:53

    Covid-19: Oito cidadãos condenados por desobediência

    Sumbe - Oito cidadãos nacionais, com idades compreendidas entre os 20 e 70 anos, foram julgados sumariamente e condenados a 90 dias de prisão, com pena suspensa, nas últimas 24 horas, acusados pelo Tribunal de Comarca do Sumbe do crime de desobediência.