Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

10 Abril de 2020 | 12h23 - Actualizado em 10 Abril de 2020 | 12h23

COVID - 19: População cumpre medidas de prevenção

Luau - A população dos municípios do Leúa, Lumege Cameia e Luacano, provícia do Moxico, cumpre com rigor as medidas de prevenção do novo coronavirús (covid - 19), fruto da sensibilização feita pelas autoridades administrativas locais.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Dístico do COVID-19, novo Coronavírus

Foto: Divulgação

Este cumprimento das medidas preventivas por parte da população foi transmitido na quinta - feira, ao governador provincial, Gonçalves Muandumba, pelos administradores locais, durante uma visita de constatação realizada nas referidas municipalidades.

No Leúa, o seu administrador, Candido Calombe, disse estar a trabalhar em conjunto com as autoridades tradicionais na sensibilização da população para ficar em casa e lavar constantemente as mãos com água e sabão para prevenirem-se da contaminação por covid -19.

"Por ser, na sua maioria, camponesa, as pessoas são orientadas a saírem para buscar mantimentos, mas cumprindo com os padrões que visam impedir  a infecção por essa doença", explicou o administrador do município do Lumege Cameia, Zaqueu Isaac.

Por seu turno, o administrador do Município piscatório do Luacano, Rodrigues Tchipango, referiu que manter a ordem, cumprir e fazer cumprir o Decreto Presidencial sobre o Estado de Emergência, é o lema central na circunscrição.

Apontou a comuna do Lago Dilolo como uma área com necessidades específicas por ser limítrofe com a República Democrática do Congo (RDC), pelo que solicitou mais apoios para a criação de condições necessárias e eficientes para se evitar a contaminação da população através de importação do covid -19.

O administrador receia que, nessa época de captura de peixe, os congoleses democráticos venham a atingir a fronteira da regedoria de Caxito (Angola).

Na digressão, que culminará hoje,sexta-feira, no município fronteiriço do Luau, Gonçalves Muandumba  ofereceu medicamentos diversos e seis moto - cisternas para cada município visitado, para distribuição da água potável as pessoas necessitadas.

No município da Cameia, para além destes meios, entregou também bens alimentares diversos e utensílios de cozinha para minimizar as condições de vida de 85 doentes de lepra controlados pela Igreja Católica e 23 idosos acolhidos no Lar da Terceira Idade.

Durante as visitas efectuadas nas salas de quarentena e tratamento de possíveis casos da pandemia (covid - 19), criadas nas três localidades, Gonçalves Muandumba mostrou - se preocupado com as débeis condições verificadas no município do Luacano, por falta de camas hospitalares.

Para melhor acomodar os prováveis pacientes, o governante orientou o administrador local a envidar esforços no sentido de solucionar o problema, através dos fornecedores do equipamento hospitalar existentes no país.

Assuntos Província » Moxico   Saúde  

Leia também
  • 10/04/2020 19:11:51

    Covid-19: Fronteiras invioláveis

    Luanda - As fronteiras angolanas estiveram calmas, seguras e invioláveis durante os primeiros 15 dias do regime de Estado de Emergência, que vigora em todo o país, desde o dia 27 de Março último, para conter a proliferação do novo coronavírus (covid-19).

  • 10/04/2020 14:27:15

    Covid-19: Cidadãos concluem quarentena na Lunda Sul

    Saurimo - Quatro cidadãos provenientes de Portugal e Brasil foram concluíram a quarentena domiciliar e institucional pelas autoridades sanitárias da província da Lunda Sul, por não apresentarem sintomas compatíveis com o novo coronavírus (covid-19).

  • 10/04/2020 14:20:38

    Covid-19: Unidades hoteleiras em Mbanza Kongo sem clientes

    Manza Kongo - A taxa de ocupação de quartos nas principais unidades hoteleiras da cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire, reduziu significativamente nos últimos dias, devido à pandemia de Covid-19 que assola o mundo.

  • 10/04/2020 14:12:53

    Covid-19: Oito cidadãos condenados por desobediência

    Sumbe - Oito cidadãos nacionais, com idades compreendidas entre os 20 e 70 anos, foram julgados sumariamente e condenados a 90 dias de prisão, com pena suspensa, nas últimas 24 horas, acusados pelo Tribunal de Comarca do Sumbe do crime de desobediência.