Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

20 Março de 2020 | 08h56 - Actualizado em 20 Março de 2020 | 09h00

Covid-19: Produtos de prevenção em escassez

Benguela - A procura de luvas, máscaras e material de higienização nas grandes superfícies comerciais e farmácias, para prevenção do novo coronavírus(covid-19), é elevada e os produtos estão em escassez e em roptura de stocks na província de Benguela.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Dístico do COVID-19, novo Coronavírus

Foto: Divulgação

Numa ronda feita pela Angop, em algumas farmácias, super e hipermercados, notou-se a procura galopante dos produtos pela população que quer prevenir-se da pandemia, uma vez a província ainda não registar nenhum caso positivo.

Em declarações à Angop, o proprietário da Farmácia Yolela, Abel Mussil, disse que nesta altura o seu estabelecimento regista escassez de produtos como máscaras, luvas e gel de higienização, por causa da prevenção da pandemia do Covid 19.

Explicou que, de momento a sua farmácia está a comercializar apenas máscaras ao valor de cada luva 218 kwanzas, registando roptura de luvas e gel de higienização, sem no entanto ter alterado o preço dos mesmos.

“A situação apanhou-nos de surpresa e não estávamos preparados para tal, porque os materiais que temos neste preciso momento é insuficiente para ter que acudir a demanda”, lamentou o empresário.

Aconselhou aos fornecedores, a arranjarem mecanismos de terem estes produtos a um preço favorável, para facilitar os clientes com pouco poder económico.

Já a trabalhadora da farmácia Lusitana, Balbina Mbumba, referiu que a procura de máscaras, luvas e gel de higienização é elevada e a farmácia nesta altura só tem a venda de luvas no valor de 400 kwanzas.

Afirmou que os produtos de higienização esgotaram nas duas últimas semanas e foram adquiridos por empresas e população em geral.

Em algumas superfícies comerciais (Shoprite, Kero, Max, Pep), que registam também escassez dos produtos, os maiores compradores são cidadãos asiáticos e europeus residentes em Benguela.

Assuntos Saúde  

Leia também
  • 20/03/2020 08:45:24

    Covid-19: Sindicato solicita condições de prevenção para os jornalistas

    Lubango - O secretário provincial do Sindicato de Jornalistas Angolanos (SJA) na província da Huíla, Amílcar Silvério, solicitou na quinta-feira aos órgãos de comunicação social a criação de condições de prevenção do coronavírus(covid-19) para os jornalistas, dada a particularidade de seu ofício.

  • 20/03/2020 05:09:16

    COVID - 19: Síntese Nacional

    Luanda - Os cidadãos vindos de Lisboa, na quarta-feira última, e colocados em quarentena domiciliar, poderão ser isolados, de forma compulsiva, em campos apropriados, caso saiam de casa antes dos 14 dias estipulados para cumprimento das medidas preventivas ao Covid-19.

  • 20/03/2020 04:55:48

    COVID-19: Governo antecipa encerramento das Festas do Mar no Namibe

    Moçâmedes - O Governo da provincia do Namibe determinou, quinta-feira, o encerramento antecipado das Festas do Mar, edição 2020, em observância às orientações para a adopção de medidas preventivas contra o novo Coronavirus (Covid-19).