Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Saúde

16 Novembro de 2019 | 18h13 - Actualizado em 16 Novembro de 2019 | 21h26

Hospital Pediátrico de Luanda controla 70 casos de diabetes

Luanda - O Hospital Pediátrico de Luanda controla 70 casos de crianças com diabetes, deu a conhecer, neste sábado, em Luanda, o médico pediatra Carlos Faustino.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

paricipantes no Acto central em alusão o dia Mundial da diabete

Foto: Foto Cedida

A situação está a preocupar as autoridades sanitárias, uma vez que 10 crianças com idades compreendidas entre 10 e 12 anos estão a ser medicados por semana, com administração de insulina e outros fármacos, gratuitamente.

Segundo o médico, que falava  durante o acto central do Dia Mundial da Diabetes, esses números são preocupantes e tudo deve ser feito para se alterar o quadro clínico, uma vez que são registados todos os meses dois novos casos de diabetes.

Neste caso, o pediatra recomenda mais acções de prevenção, com campanhas de sensibilização das famílias no que concerne a uma alimentação mais cuidada e actos de rastreio nas escolas, tendo em conta a dificuldade de diagnóstico que muitas vezes são confundindo com malária.

Carlos Faustino disse que o tardío diagnóstico da doença leva com que muitas crianças cheguem ao hospital com complicações aguda da diabete (Cetoacidose diabética), que ocorre mais em pacientes com diabetes do tipo 1, facto que leva aos cuidados intensivo.  

O profissional da saúde referiu ainda que em crianças não existem causas definidas e, na sua maioria, a diabete do tipo 1, apresenta factores de idiopática e imunológica,  e a do tipo 2 está mais associada a hereditariedade e aos hábitos alimentares.

Recomenda ainda a realização do controlo de glicemia nas crianças e melhorar os hábitos alimentares, diminuindo, principalmente, a ingestão de açúcar.

Por sua vez, o chefe do departamento de controlo de doenças da Direcção Nacional de Saúde Pública, Peliganga Baião, referiu que a diabete é um problema de saúde pública e a família joga um papel fundamental na abordagem dos factores de risco modificável, principalmente na diabete do tipo II, recebendo a educação e outros recursos que levam um estilo de vida saudável.

Actualmente a diabetes é a mais comum das doenças não transmissíveis com elevada prevalência e incidência.

Atinge já cerca de 415 milhões de pessoas em todo o mundo e continua a aumentar em todos os países.

Assuntos Saúde  

Leia também
  • 16/11/2019 13:50:01

    Endocrinologista quer centro para diabéticos

    Luanda - A médica endocrinologista Francisca da Silva defendeu, este sábado, em Luanda, a construção "urgente" de um centro de referência de diabetes para que os doentes possam receber tratamento clínico ambulatório e multidisciplinar.

  • 14/11/2019 18:25:01

    Anemia falciforme afecta 12 mil crianças por ano

    Luanda - Pelo menos 12 mil crianças nascem anualmente, em Angola, com anemia falciforme, informou nesta quinta-feira, em Luanda, a responsável do Centro de Atendimento ao Doente Anémico do Hospital Geral dos Cajueiros, Cláudia Halumbala.

  • 14/11/2019 12:44:09

    Viana prevê vacinar mais de 350 mil crianças contra pólio

    Luanda - Trezentas e setenta e seis mil crianças (376 mil) é a cifra que se prevê atingir durante a campanha de vacinação contra a poliomielite no município de Viana, a decorrer de 15 a 17 do mês em curso.