Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

21 Março de 2020 | 11h21 - Actualizado em 24 Março de 2020 | 11h10

Hage Geingob assume segundo mandato presidencial na Namíbia

Windhoek (Dos enviados especiais) - O Presidente da Namíbia, Hage Geingob, foi empossado, este sábado, para o segundo mandato de cinco anos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Presidente da Namíbia, Hage Geingob

Foto: Cedida

O empossado repetiu, com o presidente do Tribunal Supremo, Peter Chivuti, o juramento no qual se propõe respeitar a Constituição e a Lei, proteger a independência, soberania, servir a Pátria e os cidadãos.

Tomaram igualmente posse o vice-presidente da República, Nangolo Mbumba, a primeira-ministra, Saara Kuugongelwa-Amadhila, e a vice-primeira-ministra, Netumbo Nandi-Ndaitwah.

Testemunharam a cerimónia, os presidentes de Angola, João Lourenço, do Zimbabwe, Emmerson Mnangagwa, e do Botswana, Mokgweetsi Masisi, bem como ministros de vários países da região (África Austral).

Hage Geingob foi reeleito nas sétimas eleições democráticas realizadas a 27 de Novembro de 2019, após ter cumprido um primeiro mandato iniciado em 2015.

Na disputa eleitoral, o Presidente da Namíbia obteve 56,3 por cento dos votos, contra 28 do candidato independente, Panduleni Itula.

A posse decorreu no palácio presidencial no dia que coincide, como habitualmente, com o da proclamação da Independência Nacional, a 21 de Março de 1990.

A cerimónia de posse e os festejos da libertação da Namíbia do então regime do Apartheid da África do Sul decorrem com restrições e poucos convidados, para evitar a proliferação do novo coronavírus (Covid - 19), que desencoraja concentrações de pessoas e rigorosas medidas de higiene e vigilância.

O país regista três casos confirmados de Covid-19, em estrangeiros, mas as autoridades decidiram encerrar os locais de grande concentração, mantendo funcionais os serviços essenciais como os supermercados e as farmancias.

As estradas estão menos movimentadas e à entrada de edifícios públicos se obriga a desinfecção das mãos. "Desapareceram" os abraços e as beijos habituais em saudações.

Formado em Ciências Políticas, Hage Geingob é o terceiro Presidente da Namíbia, depois de San Nujoma que assumiu a chefia do Estado de 1990 a 2005, e de Hifikepunye Pohamba (2005 - 2015).

Hage Geingob é membro da Organização do Povo do Sudoeste Africano (SWAPO), partido no poder.

A Namíbia é uma democracia presidencialista, em que o governo é eleito a cada cinco anos.

O parlamento é bicamaral, sendo formado pelo Conselho Nacional e pela Assembleia Nacional.

A Namíbia faz fronteira a norte com Angola e a Zâmbia, Botswana a leste, a sul com a África do Sul e a oeste pelo oceano Atlântico.

A agricultura, o turismo e a indústria de mineração (diamantes, urânio, ouro e prata) formam a base da economia do país que tem uma população estimada em 2,1 milhões de habitantes, sendo um dos territórios menos povoados do mundo.  

Assuntos Angola  

Leia também
  • 24/03/2020 10:19:27

    COVID-19: Ministério da Justiça suspende serviços por 15 dias

    Luanda - O Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos suspende, a partir desta terça-feira (24), os serviços dos Registos e Notariado, bem como da Identificação Civil e Criminal, por um período de quinze dias.

  • 21/03/2020 12:27:50

    PR reafirma cooperação com a Namíbia

    Windhoek (Dos enviados especiais) - O Presidente da República, João Lourenço, manifestou neste sábado, em Windhoek, o desejo de Angola reforçar a cooperação e a amizade com a Namíbia, tendo em vista o estreitamento dos laços existentes entre os dois povos e países.

  • 21/03/2020 09:22:24

    PR em Windhoek para posse de Hage Geingob

    Windhoek - O Presidente da República, João Lourenço, chegou na manhã deste sábado, a Windhoek, Namíbia, para o empossamento de Hege Geingob.