Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

02 Março de 2020 | 18h53 - Actualizado em 02 Março de 2020 | 18h56

Vice-presidente do MPLA apela à humanização dos serviços de saúde

Luanda - A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, exortou nesta segunda-feira, em Luanda, a maior humanização dos serviços de saúde, para reduzir o índice de mortalidade materno-infantil em Angola.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, doa medicamentos e bens diversos

Foto: Gaspar dos Santos

Vice-presidente do MPLA, Luísa Damião

Foto: Gaspar dos Santos

Luísa Damião falava à imprensa no final da visita ao Hospital Materno-infantil Mãe Jacinta Paulino, em Viana, e ao Centro de Saúde da Paz, no município do Cazenga, enquadradas nas jornadas do Gabinete de Cidadania e Sociedade Civil do MPLA, denominadas “Mulher sempre mulher”.

Na ocasião, felicitou as mulheres angolanas pelo seu dia, que hoje (2 de Março) se comemora, realçando o facto de “constituírem 52 por cento da população e serem mãe da outra parte da população”, com grande responsabilidade para o desenvolvimento do país, como vocação.

Disse ter escolhido, intencionalmente, visitar as duas unidades sanitárias, onde trabalham maioritariamente mulheres, dedicadas à implementação das políticas de saúde, de modo a tornar o serviço mais acessível às populações.

Para Luísa Damião, sente-se que os “profissionais de saúde estão motivados e que usam o sacerdócio para atender os pacientes”.

Apelou, também, à adesão ao planeamento familiar, usando os meios disponíveis para facilitar o controlo da natalidade.

A vice-presidente do MPLA prometeu fazer advocacia de forma a ajudar a superar as dificuldades apresentadas, relativas à falta de espaço para a construção de consultórios, de um aparelho de RX e de ambulância para o hospital materno-infantil.

O director do Centro de Saúde da Paz, António Sango, aproveitou a visita para apresentar aquela que considerou ser a “principal dificuldade” da instituição, o estado de conservação da via de acesso, que se encontra alagada e esburacada.

O hospital de Viana, com 60 camas, atende cerca de 700 pacientes por dia.

Assuntos Angola   MPLA   Província » Luanda   Saúde  

Leia também
  • 02/03/2020 16:10:59

    Namíbia colhe experiência do CISP angolano

    Luanda - O Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) recebeu esta segunda-feira a visita do comandante-geral da Polícia da Namíbia, Sebastian Ndeitunga, que colheu a experiência angolana, no local, para implantação de uma infra-estrutura similiar no seu país.

  • 02/03/2020 15:46:21

    PR convidado a visitar Nicarágua

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, recebeu hoje (segunda-feira), em Luanda, uma mensagem do homólogo da Nicarágua, Daniel Ortega, convidando-o a visitar aquele país, no âmbito do fortalecimento das relações de cooperação.

  • 02/03/2020 13:40:48

    MPLA e PADEMA abordam promoção da mulher

    Luanda - A vice-presidente do MPLA, Luísa Damião, abordou nesta segunda-feira, com a líder da Plataforma para o Desenvolvimento da Mulher Africana (PADEMA), Luzia Moniz, questões ligadas à continua promoção da mulher, durante uma audiência, em Luanda.