Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

17 Agosto de 2019 | 21h55 - Actualizado em 17 Agosto de 2019 | 21h54

Inspecção Geral do Estado troca experiências com congéneres brasileiras

Luanda - O Inspector Geral da Administração do Estado (IGAE), Sebastião Gunza, terminou uma visita oficial de três dias à República Federativa do Brasil, onde inteirou-se sobre os instrumentos técnico-legais e funcionamento das instituições vocacionadas ao combate à corrupção daquele país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo uma nota chegada à Angop, Sebastião Gunza, que  encabeçou uma delegação do seu pelouro, levou a experiência de Angola no domínio do combate à corrupção e da correcção dos males que enfermam a vida pública angolana, bem como manteve encontros que serviram para o reforço da cooperação existente entre a República Federativa do Brasil, nos vários domínios, essencialmente no Controlo Interno e externo.

Duarante a visita, o responsável manteve encontro privado com o seu homólogo ministro de Estado da Controladoria Geral da União (CGU), Wagner Rosário, que colocou a  direcção do seu mMinistério à disposição da delegação angolana da IGAE para trocas de experiências.

A delegação angolana foi ainda recebida pelo ministro brasileiro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e pelo Ministro-Presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), José Maurício Monteiro Filho.

Na sequência, Sebastião Gunza teve um encontro de cortesia com a Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, bem como trabalhou com  a responsável pela Câmara do combate à Corrupção, Maria Iraneid, e sua equipa.

Na mesma esteira, o Inspector Geral da Administração do Estado e a sua delegação foram recebidos por membros do  Conselho de Controlo de Actividades Financeiras (COAF),   e pela Direcção de Recuperação de Activos do Ministério da Justiça e da Cooperação Internacional (DRCI) do Ministério da Justiça e Segurança Pública do Brasil.

No decorrer da  visita, que terminou quinta-feira última, as autoridades brasileiras manifestaram interesse em conhecer a realidade angolana e informaram à delegação angolana sobre empresas brasileiras suspeitas de branqueamento de capital em Angola, assim como de alguns angolanos que estão sob investigação no Brasil.

Durante os encontros de trabalho foram igualmente abordados temas sobre a organização e funcionamento da IGAE e dos distintos órgãos que integram o Sistema de Controlo Interno e externo e de Combate à Corrupção em Angola e no Brasil.

A  delegação angolana foi acompanhada pelo Embaixador cessante de Angola no Brasil, Nelson Cosme. Integraram a delegação, encabeçada por Sebastião Gunza,  dois Inspectores Gerais Adjuntos e quatro Directores.

Leia também
  • 04/08/2019 15:23:00

    PR felicita médico angolano Filomeno Fortes

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, felicitou hoje, domingo, o médico angolano Filomeno Fortes, pela sua recente eleição como director do Instituto de Higiene e Medicina Tropical (IHMT) de Portugal.

  • 26/04/2019 19:31:33

    Utentes "protestam" contra servidores públicos

    Luanda - Eficiência é tudo que qualquer utente, em Angola, espera encontrar na Administração Pública. Mas, nem sempre, os serviços têm a exigida rapidez, deixando milhares de cidadãos, em todo território, agastados com os servidores do Estado.

  • 17/03/2019 11:25:59

    Governo da Huíla propõe Quilemba para Distrito Urbano

    Lubango - O Governo da Huíla enviou, em Fevereiro do ano em curso, ao Ministério da Administração do Território e Reforma do Estado, uma proposta de elevação da Quilemba a Distrito Urbano, informou hoje, domingo, o administrador municipal do Lubango, Armando Vieira.