Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

17 Janeiro de 2020 | 02h50 - Actualizado em 17 Janeiro de 2020 | 17h26

Escritor angolano Isidro Sanene premiado no Brasil

Lobito - O escritor e artista plástico angolano Isidro Sanene recebeu quinta-feira, o Prémio Desenvolvimento, atribuído pela Revista Ideias da Sul, na região de Santo Amaro, em São Paulo, no Brasil, sendo o primeiro africano agraciado com essa distinção, soube a Angop.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Benguela: Escritor Isidro Sanene, (à dir.)

Foto: Cedida pela fonte

O Prémio Desenvolvimento-Santo Amaro foi instituído pela Revista Ideias da Sul em 2015, com o objectivo de homenagear entidades e empresas que tenham contribuído para o desenvolvimento socioeconómico e cultural daquela região de São Paulo.

“Não acredito nisso. Sou o primeiro africano a receber o Prémio Desenvolvimento”, disse, meio emocionado, meio surpreso, o escritor Isidro Sanene, no Centro das Tradições de Santo Amaro (Cetrasa), onde decorreu a cerimónia da 5ª edição do Prémio Desenvolvimento promovido pela Revista Ideias da Sul.

Agradeceu aquela revista brasileira pela sua indicação, Isidro referiu sentir-se honrando por receber um prémio que, em geral, distingue grandes personalidades da sociedade brasileira, como doutores, mestres e até pessoas premiadas internacionalmente.

Mais importante ainda, salientou, é receber o prémio ao lado da professora brasileira Débora Garofalo, finalista do Prémio Nobel da Educação, no Dubai, em 2019, personalidade, entretanto, homenageada na 5ª edição do Prémio Desenvolvimento-Santo Amaro.

O prémio foi entregue pelo vereador Gilberto Natalino, num evento em que participou a prefeita regional de Santo Amaro, Janaina Lopes de Martini, além de representações de associações políticas, económicas e gestores culturais daquela cidade.

Em finais de 2010, antes de deixar Benguela, cidade de que é natural, Isidro publicou o primeiro livro “A Utopia das Marés”. Depois seguiu-se o CD de Poesias Metafísicas “SourceBios-2013”, com tradução para espanhol. “Pedaços da Alma”, Quem falou amém”, “Antologia africana”, “Versos, textos e pretextos”, “Um conto de Halavala” e “A sociedade dos outros”.

Isidro Sanene distingue-se igualmente fora das lides literárias. Com uma notável veia artística, abriu no centro da cidade de São Paulo o atelier Sanene.

Também nas artes plásticas, Isidro Sanene tem mais de 160 obras de artes espalhadas em países como Portugal, França, Chile, Itália, Estados Unidos da América, Brasil, Argentina e Zâmbia.

Leia também
  • 06/01/2020 14:25:02

    Obras do Museu de Arqueologia iniciam no primeiro trimestre

    Benguela - As obras de restauro do Museu Nacional de Arqueologia, em Benguela, terão início ainda neste primeiro trimestre do ano (2020), informou o secretário de Estado da Cultura, Aguinaldo Cristóvão.

  • 14/12/2019 21:16:00

    Pastor lança obra teológica

    Uíge - A obra intitulada “A Teologia da Prosperidade - O Maior Engano do Diabo”, com abordagens sobre conceitos da vida religiosa, de autoria do pastor Domingos Ginga foi lançada hoje, sábado, na província do Uíge.

  • 10/12/2019 18:48:38

    Escritor sugere nome de artistas na toponímia

    Luanda - O escritor João da Silva Cardoso sugeriu, nesta terça-feira, em Luanda, a revisão da toponímia angolana, passando a contar com nomes de artistas e outras figuras de referência, de formas a homenagear e valorizar os feitos de todos aqueles que contribuíram de algum modo para o bem do país.