Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

01 Novembro de 2020 | 14h56 - Actualizado em 01 Novembro de 2020 | 22h12

Biden lidera em quatro estados decisivos, indica pesquisa

Washington - A dois dias da eleição presidencial dos EUA, uma pesquisa de intenção de voto realizada pelo jornal The New York Times e pelo Siena College indica a liderança do democrata Joe Biden em quatro estados que devem ser decisivos para o pleito.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Joe Biden, candidato democrata às eleições nos EUA

Foto: Divulgação

No Arizona e na Pensilvânia, Biden tem 6 pontos percentuais de vantagem sobre Trump (49% a 43% nos dois estados); na Flórida, Biden está 3 pontos percentuais à frente de Trump (47% a 44%); e, em Wisconsin, o candidato democrata regista 11 pontos percentuais à frente do actual presidente (52% a 41%). Em 2016, Trump venceu nos quatro estados.

Projeções indicam que, se a liderança de Biden se concretizar em 3 dos 4 estados da pesquisa, o democrata quase certamente terá os votos necessários para vencer a eleição. Se ganhar na Flórida, provavelmente precisará de apenas mais um grande Estado que votou em Trump em 2016 para vencer.

A pesquisa, realizada com prováveis eleitores dos quatros estados entre 26 e 31 de Outubro, tem margem de erro de 3,2 pontos percentuais no Wisconsin e na Flórida, 3 pontos percentuais no Arizona e 2,4 pontos percentuais na Pensilvânia.

Foram ouvidos 1.252 pessoas no Arizona, 1.451 na Flórida, 1.862 na Pensilvânia e 1.253 em Wisconsin.

  • Um grupo de veículos com bandeiras de apoio a Donald Trump tentou tirar da estrada um autocarro da campanha de Joe Biden neste sábado (31).

    Imagens que circularam nas redes sociais mostram várias carrinhas cercando o autocarro. Uma delas fez movimentos bruscos, ameaçando bater contra o autocarro.

    Em outro momento, os veículos tentaram parar a frente do autocarro, para forçá-lo a sair da pista. Houve também gritos dos apoiantes de Trump contra os democratas.

    O caso ocorreu numa estrada que liga San Antonio a Austin, no Texas. O autocarro levava funcionários da campanha de Biden. Eles chamaram a Polícia e conseguiram uma escolta para terminar a viagem. Depois do incidente, dois eventos democratas no Texas foram cancelados.

    Horas depois, o presidente Donald Trump tuitou um vídeo que mostra o autocarro democrata cercado pelos republicanos, com a frase "Eu amo o Texas". (NYT)

Assuntos Eleições  

Leia também