Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

28 Fevereiro de 2020 | 10h45 - Actualizado em 28 Fevereiro de 2020 | 12h50

Passagem secreta de 150 anos é redescoberta no Parlamento do Reino Unido

Londres - A equipa de historiadores que trabalhavam na restauração do Palácio de Westminster, em Londres, descobriu uma porta secreta que estava bloqueada há 150 anos, anuncia hoje, sexta-feira, o site Sputnik da Rússia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira do Reino unido

Foto: Francisco Miúdo

A porta que leva a uma passagem foi construída em 1660, para a coroação do rei Carlos II. Através da passagem seria possível acessar o Westminster Hall, parte mais antiga do edifício, do final do século XI.

Desde a sua restauração originada pelos bombardeamentos alemães sobre Londres, na Segunda Guerra Mundial, e durante 70 anos, ninguém tinha estado na câmara, informa o Parlamento britânico.

Após ter sido frequentemente utilizada, a passagem foi bloqueada nos dois lados em 1851, quando passou a ser esquecida. Apesar das obras em meados do século XX, a passagem não havia sido encontrada.

A historiadora-chefe, Liz Hallam Smith, explica que, enquanto revisavam "10.000 documentos não catalogados relacionados ao palácio", encontraram a informação para ingressar na passagem através de um claustro atrás do Westminster Hall, coberto por painéis de madeira, utilizado como oficina pelo Partido Trabalhista.

Quando observaram o painel mais de perto, notando  uma pequena fechadura de latão que ninguém havia notado antes, acreditando que poderia ser uma cabine de energia", afirmou.

Dentro da passagem havia dobradiças que sustentaram as portas de madeira de 3,5 metros portas  de altura do Westminster Hall e uma lâmpada que ainda funcionava.

Além disso, nas paredes continham mensagens escritas por pessoas que trabalharam na restauração do palácio após o incêndio.

"Esta habitação foi fechada por Tom Porter, que gostava de Ould Ale", é uma das frases de 1851 encontradas no local, que fazia referência a uma cerveja.

“Pensar que essa passagem foi utilizada por tantas pessoas importantes ao longo dos séculos é incrível", afirmou o presidente da Câmara dos Comuns, Lindsay Hoyle.

Através da passagem, passaram o cronista Samuel Pepys no século XVII e o primeiro-ministro britânico Robert Walpole, no século XVIII.

Assuntos Parlamento  

Leia também
  • 17/02/2020 13:11:02

    Covid-19: Parlamento chinês estuda adiamento de sessão plenária

    Pequim - O órgão máximo legislativo da China poderá adiar a sua sessão plenária, o mais importante evento anual da agenda política chinesa, revelou nesta segunda-feira a imprensa estatal, numa altura em que o país enfrenta o surto do novo coronavírus, noticiou a Lusa.

  • 05/02/2020 13:18:41

    Líder democrata da Câmara dos Representantes rasga cópia do discurso de Trump

    Washington - A líder democrata da Câmara dos Representantes norte-americanos manifestou na terça-feira as suas divergências com o Presidente dos Estados Unidos ao rasgar uma cópia do discurso do Estado da Nação perante o Congresso, noticiou a Lusa.

  • 05/02/2020 09:10:36

    Senado vota veredicto de julgamento político do Presidente dos EUA

    Washington - O Senado dos Estados Unidos vota hoje, quarta-feira, o veredicto do julgamento político do Presidente norte-americano, Donald Trump, sendo previsível que a maioria republicana aprove a sua absolvição pelas acusações de abuso de poder e de obstrução ao Congresso, noticiou o Observador.