Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

09 Outubro de 2019 | 02h49 - Actualizado em 09 Outubro de 2019 | 10h34

Rússia apela à preservação de uma resolução pacífica da guerra na Síria

Moscovo - A Rússia apelou, nesta terça-feira, para que "não seja sabotada a resolução pacífica" do conflito na Síria, onde os curdos estão sob a ameaça de uma ofensiva da Turquia após o anúncio por Donald Trump de uma retirada militar norte-americana.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O Presidente Vladimir Putin e o seu Conselho de segurança sublinharam, durante a reunião de terça- feira, “a importância, no actual momento, de evitar qualquer acção que poderá sabotar uma resolução pacífica” do conflito no contexto da formação recente de um Conselho constitucional, segundo o porta-voz Dmitri Peskov, citado pelas agências russas.

Peskov assegurou previamente que a Rússia, que segue “com muita atenção a evolução da situação”, não foi informada previamente da anunciada retirada norte-americana, apesar de referir que duvida sobre a sua efectiva concretização.

A Turquia afirmou nesta terça-feira estar disposta a desencadear uma nova ofensiva na Turquia contra a milícia curda das Unidades de Protecção Popular (YPG), que o Presidente dos EUA Donald Trump prometeu não abandonar, após ter deixado entender o contrário.

A Rússia é o principal aliado do governo de Damasco e a sua intervenção na Síria, em Setembro de 2015, permitiu às forças de Bashar al-Assad assegurar diversas vitórias decisivas e retomar o controlo de largas faixas de território.

Moscovo dispõe de duas bases militares na Síria, o aeródromo de Hmeimim, no noroeste do país, e o porto de Tartus, mais a sul.

Assuntos Conflito   Internacional  

Leia também
  • 09/10/2019 09:36:10

    Forças sírias denunciam bombardeamentos turcos na zona de fronteira

    Damasco - As Forças da Síria Democrática, uma aliança liderada por curdos, acusaram hoje a Turquia de bombardear uma posição sua numa cidade fronteiriça síria, sem causar vítimas, no primeiro ataque deste tipo desde que os EUA abandonaram a zona, noticiou a Lusa.

  • 09/10/2019 05:06:21

    Investigação de republicanos revela que Rússia ajudou Trump em 2016

    Washington - O relatório divulgado na terça-feira sobre uma investigação liderada por republicanos no Senado aponta que a Rússia realmente tentou ajudar o presidente Donald Trump nas eleições de 2016, contradizendo as persistentes negações da Casa Branca, noticiou a AFP.

  • 09/10/2019 02:33:07

    Países europeus querem manter sanções à Coreia do Norte

    Pyongyang - Os membros europeus do Conselho de Segurança das Nações Unidas pediram nesta terça-feira a continuação das sanções internacionais impostas à Coreia do Norte, depois de uma reunião à porta fechada que foi criticada por Pyongyang, segundo a Lusa.