Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

19 Novembro de 2019 | 16h50 - Actualizado em 19 Novembro de 2019 | 19h18

Talibãs libertam reféns americano e australiano no Afeganistão

Cabul - Os talibãs libertaram hoje, no sudeste do Afeganistão, o refém americano Kevin King e o australiano Timothy Weeks, que se encontravam sequestrados desde 2016, informaram fontes da polícia e dos insurgentes.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"Os dois professores universitários foram liberados na zona de Nawbahar, na província de Zabul", afirmou à AFP uma fonte policial, antes de explicar que os reféns foram entregues às forças americanas.

Três porta-vozes talibãs confirmaram a informação e afirmaram que esperam em troca a libertação de prisioneiros talibãs detidos em penitenciárias do Afeganistão.

O presidente afegão, Ashraf Ghani, confirmou recentemente que a liberação dos reféns estrangeiros permitiria a libertação de Anas Haqqani, filho do fundador de um importante braço dos talibãs, e de outros dois insurgentes.

Um comandante dos talibãs afirmou que espera que o "governo afegão e os americanos libertem os três prisioneiros o mais rápido possível".

Ghani admitiu que libertar os insurgentes seria uma decisão muito difícil, embora seja considerada a "condição principal para iniciar negociações extra-oficiais  com o objectivo de acabar com o conflito de 18 anos no país.

Os talibãs rejeitaram até o momento qualquer proposta de diálogo das autoridades afegãs, que consideram ilegítimas.

Assuntos Justiça  

Leia também
  • 19/11/2019 16:23:03

    ONU diz que colónias israelitas são ilegais

    Genebra - A ONU reiterou nesta terça-feira, em Genebra, que as colónias israelitas em territórios palestinianos violam o direito internacional, observando que o facto dos Estados Unidos terem decidido considerá-las legais não tem qualquer impacto.

  • 19/11/2019 15:55:42

    ONU preocupada com indultos de Trump a militares

    Genebra - A Alta Comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, criticou nesta terça-feira a decisão do presidente americano Donald Trump de concender indulto a três militares acusados de crimes de guerra, algo que considerou um "sinal inquietante".

  • 19/11/2019 15:41:40

    Suécia suspende investigação de Assange por acusação de estupro

    Estocolmo - A Suécia não vai prosseguir com a sua investigação sobre as acusações de assédio sexual contra Julian Assange, uma informação divulgada pelo WikiLeaks nesta terça-feira (19).