Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

07 Agosto de 2020 | 17h20 - Actualizado em 08 Agosto de 2020 | 09h55

Lubango conta com pólo ensino superior à distância

Lubango - O primeiro pólo educacional internacional, em Angola, da Faculdade do Norte Novo de Apucarana (FACNOPAR) do Brasil, plataforma digital de ensino à distância, foi lançado, nesta sexta-feira, no Lubango.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: Leonel Hamilton - coordenador administrativo da FACNOPAR em Angola

Foto: Amélia Oliveira

Huíla: SEDE DA FACNOPAR em Angola

Foto: Amélia Oliveira

O projecto, uma parceria da empresa angolana de prestação de serviços “Star-go” com a faculdade brasileira de ensino a distância “FACNOPAR”, está direccionada aos cursos de bacharelado, licenciatura, pós-graduação.

Para os estudantes estão dispiníveis os cursos de  bacharelado em Administração, Gestão Comercial, Recursos Humanos, Marketing, Logística,  licenciaturas em Pedagogia e pós-graduação em Educação Especial Inclusiva, Ambientação, Arquitectura e Design de Interiores, Direito Penal e Direito Processual Penal Contemporâneo.

Constam ainda do currículo cursos de planeamento estratégico em gestão de pessoas e em gestão de Marketing, na qual são todos ministrados on-line, com material didáctico e a certificação brasileira.

A duração dos cursos variam de dois a quatro anos, cujas propinas variam de 25 a 28 mil kwanzas/mês.  

Em declarações à imprensa, o coordenador administrativo da FACNOPAR em Angola, Leonel Hamilton, declarou que o ensino a distância é uma realidade na vida de alguns angolanos, tendo como base o Decreto Presidencial 59/20 de 03 de Março do ano.

A ideia, adiantou, não é substituir o ensino presencial, mas uma oportunidade para que todos  consigam se formar.

“Temos possibilidade de matricular o maior número de alunos possíveis. Temos a vantagem das aulas arrancarem no princípio de cada mês. Começamos agora as matrículas e a partir do próximo mês, em Setembro, começamos as aulas a nível da nossa faculdade”, disse.

Adiantou que contam já com  50 alunos inscritos a nível do país. "Depois vamos entrar numa fase de filtragem para os cursos de licenciatura, onde o estudante vai ser submetido a um exame de acesso", reforçou.

Para os cursos de pós-graduação basta apresentarem os certificados de conclusão do ensino superior que podem ter acesso”, continuou.

Por sua vez, a vice-governadora da Huíla para o sector Político, Económico e Social, Maria João Chipalavela, disse que investir no capital humano é uma dos maiores desafios que os governos têm para que possam ganhar o desenvolvimento sustentável das suas comunidades.

“É preciso aproveitar essas oportunidades. A tecnologia é algo que veio para ficar e fazer mudanças nas nossas vidas”, considerou.

A FACNOPAR existe desde 2001 no Brasil e tem a missão de promover a formação integral da pessoa humana e a sua capacitação ao exercício profissional, incentivando o aprendizado contínuo e a actuação solidária para o desenvolvimento da sociedade, por meio do ensino presencial e a distância.

A Star-go tem como objectivo oferecer serviços de empresários e segmentos trabalhados, gerando emprego e dando prioridade a uma educação transformadora e evolutiva.

Leia também
  • 07/07/2020 16:25:45

    Covid-19: Directores de escolas garantem condições de biossegurança

    Lubango - Directores de algumas escolas do II Ciclo do Ensino Secundário do sector público e privado do município do Lubango, província da Huíla, garantiram hoje, terça -feira, terem criado pelo menos 85 por cento das condições de biossegurança, para o retorno às aulas, no dia 13 deste mês.

  • 03/07/2020 15:05:22

    Covid-19: UNITA recomenda cautela no reinício da aulas

    Lubango - O partido UNITA recomenda cautela sobre o reinício das aulas, por entender ser uma porta para a transmissão comunitária, sobretudo em Luanda, onde já há mais de 30 casos de covid-19 com vínculo de contaminação duvidoso, manifestou, hoje (sexta-feira), no município do Cuvango, província da Huíla, o secretário provincial, Augusto Samuel.

  • 03/07/2020 12:25:16

    Pais incumprem pagamento das propinas em colégios

    Lubango - A maior parte dos pais com crianças matriculadas em colégios da província da Huíla não está a pagar os 60% do valor da propina, conforme estipula o Decreto Presidencial face à covid-19.