Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

06 Março de 2020 | 14h15 - Actualizado em 06 Março de 2020 | 14h14

Lusíada mantém preço das propinas

Luanda - A Universidade Lusíada de Angola (ULA) mantém os preços das propinas no presente ano lectivo, transferindo o aumento de 13 por cento autorizado pelo Governo para 2021.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A medida é fruto da autorização do Governo ter sido decretado depois do início das confirmações e matrículas na Lusíada, pelo que decidiram manter o valor de 39 mil kwanzas para os 12 cursos leccionados nas quatro faculdades, informou hoje (sexta-feira), o reitor da ULA, Mário Pinto de Andrade, à margem da abertura do ano académico na instituição.

Disse ser pretensão da direcção a aposta contínua na qualidade, investimento na estrutura física e nos equipamentos, bem como formação dos professores.

Considerou o ano académico 2019 positivo, tendo sido lançados três mil finalistas das várias especialidades, sem contudo avançar número de alunos inscritos porque o processo de matrículas ainda continua.

Por sua vez, o arquitecto Francisco José Miguel ao dissertar sobre “A universidade no contexto socio-político e económico“ frisou ser necessário muita qualidade no ensino superior, pelo que o esforço deve ser feito por todos intervenientes, desde estudantes, professores e autoridades responsáveis, para se poder pensar em disputar com as melhores universidades do continente e quiça do mundo.  

Fundada em 1998, a ULA tem quatro faculdades (Ciências: Económicas; Sociais e Humanas; e Tecnologia, bem como Direito e Relações Internacionais onde são leccionados 12 cursos. Tem filiais em Benguela, Huambo, Lunda Sul e Cabinda.

Assuntos Ensino Superior  

Leia também
  • 03/03/2020 13:01:25

    ISCED/Sumbe com curso de mestrado em língua portuguesa

    Sumbe - O Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) no Sumbe, província do Cuanza Sul, abre, este ano académico, o curso de mestrado de Língua Portuguesa.

  • 27/01/2020 13:10:46

    Faculdade de Letras terá professor-leitor brasileiro

    Luanda - A faculdade de Letras da Universidade Agostinho Neto (UAN) terá um professor-leitor brasileiro que durante dois anos vai leccionar a disciplina de Língua Portuguesa e história do Brasil, fruto de um acordo celebrado hoje (segunda-feira), em Luanda, entre a Embaixada do Brasil e a referida universidade.

  • 22/01/2020 16:34:23

    Concorrência reduz procura pelo ensino superior público

    Mbanza Kongo - Oitocentos e sete candidatos estão inscritos, este ano, para concorrerem as 325 vagas de ingresso na Escola Superior Politécnica do Zaire, em Mbanza Kongo, menos 235 listados que o ano lectivo anterior, fruto do surgimento de uma instituição privada de ensino superior no município.