Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

24 Janeiro de 2020 | 11h58 - Actualizado em 24 Janeiro de 2020 | 11h57

Lobito aglutina oito escolas

Lobito - Oito escolas primárias com poucas salas de aulas, nas comunidades rurais do interior do município do Lobito, província de Benguela, foram aglutinadas a outros estabelecimentos de ensino, no âmbito da requalificação da rede escolar no país, aprovada pelo Ministério da Educação.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Alunos numa escola do interior do país

Foto: David Dias

O processo visa a racionalização de meios e recursos humanos nessas comunas, lembrando que, por lei, uma escola deve ter, no mínimo, sete salas, e não duas como acontecia.

Falando à Angop, o director municipal da Educação no Lobito, Belini Lopes, adiantou que, por orientação do Ministério da Educação, o sector está desde Junho de 2019 a aglutinar escolas que têm duas ou três salas de aulas, sobretudo nas comunas da Canjala e do Egipto-Praia, incluindo na povoação do Culango, interior do Lobito.

O grau de proximidade entre as escolas das comunas é o critério aplicado pelo sector da Educação, ou seja, quando a distância for não muito longa, então se aglomera, como explica o gestor, acrescentando que isso permitiu a redução do número de escolas do Lobito, de 128, em 2019, para 125, este ano.

“Diminuímos o número de escolas, mas o de salas mantém-se inalterado”, reforçou aquele responsável, garantindo que os alunos das escolas aglutinadas continuarão a estudar nas mesmas salas, com os mesmos professores, sem necessidade de percorrer longas distâncias.

O gestor da Educação descartou o encerramento de alguma escola. “Apenas deixa de existir como escola independente e passa a ser dependente de uma outra, devendo os alunos continuar a estudar no mesmo local”.

Segundo o interlocutor, a que estiver com melhores condições de infra-estrutura fica a sede administrativa e pedagógica, a que pertencerão as salas de aulas da unidade de ensino aglutinada, o que implicará a extinção da sua direcção.

Com 3.462 professores, o município do Lobito tem 1.648 salas de aula, entre definitivas, improvisadas e provisórias, resultantes das 125 escolas existentes no ensino primário e no secundário.

Leia também
  • 23/01/2020 19:33:38

    Luau ganha trinta novas salas de aulas

    Luau - Trinta novas salas de aulas, com capacidade de albergarem dois mil e 700 alunos, vão entrar em funcionamento no presente ano lectivo no município do Luau, província do Moxico.

  • 23/01/2020 19:02:36

    Lobito enquadra mais de 30 mil novos alunos

    Lobito - As escolas primárias e secundárias do município do Lobito, província de Benguela, poderão absorver neste ano lectivo 30 mil e 234 novos alunos da iniciação, 1ª, 7ª e 10ª, classe, incluindo os da alfabetização.

  • 23/01/2020 12:13:24

    Cuanza Sul com 143 mil vagas para o ensino geral

    Sumbe - Cento e quarenta e três mil e 291 vagas para o ensino geral estão disponíveis este ano na província do Cuanza Sul, contra as 100 mil 953 de 2019, revelou quarta-feira, o chefe do departamento para o ensino geral, Inácio Buta Tito.