Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

14 Julho de 2020 | 16h19 - Actualizado em 14 Julho de 2020 | 16h19

Covid-19: Mais de 20 micros empresas encerram na Huíla

Lubango - Vinte e sete micro e pequenas empresas controladas pelo Fórum Angolano de Jovens Empreendedores (FAJE) na Huíla, que empregavam 120 pessoas, encerraram desde que Abril deste ano.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A informação foi avançada à Angop hoje, terça-feira, no Lubango, pelo coordenador do grémio, Piedade Pena, declarando tratar-se de empresas privadas direccionadas às áreas de prestação de serviço e comércio.

Afirmou que as empresas que decretaram falência estão localizadas maioritariamente no município do Lubango e há outras que correm o mesmo risco, pelo que está em curso um inquérito nos 14 municípios da província para medir-se o impacto da estruturação das empresas do FAJE face ao actual cenário e assim obter-se resultados mais fiáveis para controlar o problema.

“É um trabalho que em função da pandemia e da realidade que a classe empresarial se depara, se vai actualizando constantemente. Estamos a aguardar para ver se conseguimos fechar até o mês de Agosto do ano em curso”, detalhou.  

Conforme o responsável, se não forem implementadas medidas que aliviem os sectores do comércio e prestação de serviço o número de desemprego poderão aumentar.

O FAJE, adiantou, tem dado apoio de consultoria às empresas filiadas, assim como a criar parcerias públicas e privadas, destacando a necessidade financiamento para a manutenção das referidas empresas.

O FAJE na Huíla controla 480 empresas (950 empregos), das quais 160 estão no município do Lubango.

O fórum tem coordenações representativas em oito municípios, faltando Chipindo, Chicomba, Caluquembe, Gambos, Quipungo e Caconda.

Assuntos Província » Huíla  

Leia também