Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

01 Março de 2020 | 12h45 - Actualizado em 02 Março de 2020 | 14h37

BNA assegura economia e moeda nacionais

Cabinda - O Banco Nacional de Angola (BNA) é a instituição voltada para fazer prevalecer e perseverar a economia e a moeda nacionais com qualidade adequada para os mercados, reafirmou o seu vice-governador, Manuel Tiago Dias.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vice-governador do BNA, Manuel Tiago Dias

Foto: Kindala Manuel

O BNA realizou, de 27 a 28 de Fevereiro, em Cabinda, o V Encontro Nacional de Tesouraria, no qual os seus especialistas e técnicos bancários de Portugal, Moçambique e de São Tomé e Príncipe concluíram que a instituição bancária angolana está apostada cada vez mais na expansão sectorial.

No comunicado saído do evento, os participantes reconheceram que o BNA, com a abertura de delegações regionais nas províncias, permite uma abrangência aceitável para potenciar bancos comerciais no levantamento de notas de maior valor facial, que tem resultado nos expressos que desequilibra denominações em circulação.

De acordo com o vice-governador do Banco Central angolano, o encontro serviu para partilhar diversas experiências quer seja dos lados dos bancos centrais ou das diversas empresas, muitas das quais já se tornaram parceiras da mesma instituição e dos bancos comerciais, uma vez que têm contribuído para o desempenho duma das principais funções que têm a ver com a gestão do meio circulante.

Referiu ainda que o numerário continua a ser, não só em Angola, mas também noutros países mais avançados, o principal instrumento de pagamento na economia e, por razões conhecidas por todos, tem a ver com a literacia financeira e com os níveis de bancarização que ainda não são dos melhores.

Tudo isso faz que os agentes económicos recorram ao pagamento ao numerário na realização das suas transações.

Apontou como desafio, nos próximos tempos, a introdução da nova família do Kwanza, pelo facto de contar com um novo substrato, que é o numerário, e cujas vantagens foram bastante debatidas durante o encontro.

"Este desafio leva-nos a uma melhor comunicação com o público e vai exigir dos diversas intervenientes ajustamentos nos equipamentos que servem para o saneamento do meio circulante", disse.

Temas como "O impacto da iniciativa da promoção do uso e circulação das moedas e notas”, “Recomendações para notas de polímero”, “ Regulação e monitorização dos processos de tesouraria”, “A ética nas tesouraria”, “ Indicadores da contrafação série 2012 e características de segurança da série 2020” e a “Contrafação/falsificação do meio circulante dominaram as discussões no V Encontro Nacional do BNA sobre tesouraria, que a cidade de Cabinda acolheu de 27 a 28 de Fevereiro.

Assuntos Província » Cabinda  

Leia também
  • 27/02/2020 19:34:43

    BNA encoraja medidas para preservação das notas

    Cabinda - O vice-governador do Banco Nacional de Angola (BNA), Manuel Tiago Dias, encorajou hoje, quinta-feira, na cidade de Cabinda, os bancos comerciais a adoptarem equipamentos modernos para manter a integridade, qualidade e segurança das notas e moedas com curso legal no país.

  • 27/02/2020 17:53:49

    Protteja Seguros abre balcão em Cabinda

    Cabinda - A provincia de Cabinda conta desde hoje com uma nova seguradora, a Protteja-Seguros SA, que abriu a sua agência, no quadro de um Protocolo com os Correios de Angola.

  • 18/02/2020 17:25:56

    Cabinda conta com projecto de construção de plataformas petrolíferas

    Cabinda - O projecto de construção de plataformas petrolíferas em Cabinda, denominado Lifua-A, foi lançado nesta terça-feira, na base industrial da empresa Algoa, na comuna de Malembo, acto testemunhado pelo ministro dos Petróleos e Recursos Naturais, Diamantino Azevedo.