Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

10 Outubro de 2019 | 17h17 - Actualizado em 10 Outubro de 2019 | 17h23

Gulkis inaugura indústria de lacticínios em Novembro

Luanda - Uma fábrica de produtos lácteos, com capacidade para produzir 100 mil litros de leite líquido e 25 mil litros de leite condensado por dia, vai ser inaugurada em Novembro próximo, na zona Económica Especial (ZEE) Luanda/Bengo, disse hoje (quinta-feira), à Angop, o gestor de vendas do empreendimento, Sagar Mukhinda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vista parcial da entrada da Expo-Indústria 2019

Foto: Nelson Malamba

O gerente disse que o negócio resultou de um investimento de 55 milhões de dólares americanos e vai gerar 200 postos de trabalho, sendo 185 para nacionais e 15 para estrangeiros (indianos).

A indústria, segundo o interlocutor, está equipada com tecnologia avançada e vai aplicar os métodos de higiene na produção, de acordo com os mais elevados padrões de exigência internacional.

Além de leite líquido e condensado, numa fase a posterior, a fábrica vai produzir outros produtos alimentares como sumos de leite, iogurte nato, massa e óleo alimentares.

O empresário referiu que todo o processamento, desde a embalagem até ao produto final, é feito localmente, estimulando a economia do país proporcionando cada vez mais oportunidades de emprego para a juventude.

Sagar Mukhinda deu essa informação na Expoindústria, aberta, nesta quarta-feira, pelo Presidente da República, João Lourenço, na Zona Económica Especial (ZEE), de 9 a 12 de Outubro.

A Expoindústria, com mais de 300 expositores, é uma parceria entre o Ministério da Indústria e a Eventos Arena, e conta com empresas nacionais dos sectores de produção de cereais, carnes, algodão, tabaco, açúcar, cerveja, cimento, madeira e mobiliário.

Acolhe também empresas dos sectores de refinação de petróleo, pneus, fertilizantes, celulose, vidro, aço, sabão, sal, enchidos, lacticínios, sumos, refrigerantes, água mineral, tintas e vernizes, papel, cartão, plástico, varões de aço e material de construção civil.

Participam no evento empresas das províncias do Bengo, Benguela, Namibe, Huíla e Cuando Cubango, entre outras.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 11/10/2019 17:30:26

    Ministro visita ANPG e aborda situação do petróleo e gás

    Luanda - O ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, abordou esta sexta-feira, em Luanda, questões sobre a exploração de petróleo e gás no país, durante a sua primeira visita à Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), criada a 06 de Fevereiro deste ano.

  • 10/10/2019 19:44:59

    FAO reitera reforço da estratégia de fomento do agronegócio

    Malanje - A representante da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) em Angola, Gherda Barreto, reafirmou hoje (quinta-feira), o reforço do fomento do empreendedorismo juvenil, voltado ao agronegócio no país, visando a geração de postos de trabalho.

  • 10/10/2019 19:03:47

    Menongue ganha supermercado Angomart-MAIS

    Menongue - Uma supermercado da rede Angomart-MAIS, do grupo Noble Group, que garantiu 65 postos de trabalho directos, foi inaugurado nesta quinta-feira, em Menongue, capital do Cuando Cubango.