Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

02 Setembro de 2019 | 18h03 - Actualizado em 02 Setembro de 2019 | 18h02

Data Center da Angola Cables torna-se ponto de interligação

Luanda - Com o lançamento do seu novo Ponto de Interligação ao Ponto de Troca de Tráfego (PTT), o Data Center da Angola Cables localizado no Brasil, em Fortaleza (Estado do Ceará), tornou-se um Ponto de Interconexão (PIX) na América Latina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Foto: Cortesia/ Emerson

O Ponto de Interligação também conhecido como PIX faz parte da malha de conectividade do IX.br (Brasil Internet Exchange) de Fortaleza, uma iniciativa do Comité Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e do Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR (NIC.br), que promove a infra-estrutura necessária para a interligação directa, numa região metropolitana, de redes que participam da Internet no Brasil.

De acordo com uma nota da multinacional angolana de telecomunicações, Angola Cables, que a Angop teve acesso hoje, o Ponto de Interligação foi lançado nessa sexta-feira (30 de Agosto) e com ele o tráfego de informações dos clientes da empresa ficará alojado num único ponto da região  – ou seja o Data Center AngoNAP – e os clientes serão beneficiados com diversos outros serviços.

Entres os serviços que beneficiarão os clientes aponta-se a alta capacidade de tráfego de rede, IP trânsito de alta qualidade, acesso a redes de internet ao redor do globo, soluções de Cloud e a todo o ecossistema proporcionado pelo Data Center, assim como o acesso aos cabos submarinos Monet, SACS e WACS, que oferecem a menor latência entre os continentes africano, europeu e americano.

A respeito do lançamento do novo Ponto de Interligação, o presidente do Conselho de Administração (PCA) da Angola Cables, António Nunes, disse que “o PIX vai tornar o Data Center um verdadeiro marketplace para os clientes da região, tendo em conta o propósito da Angola Cables em fomentar um completo HUB de Telecomunicações e um ecossistema de Tecnologias de Informação e Comunicação”.

Por sua vez, o director de Projetos Especiais e de Desenvolvimento do NIC.br, Milton Kaoru Kashiwakura, disse que o IX.br de Fortaleza tem-se consolidado como um dos maiores  Pontos de Troca de Tráfego Internet na América Latina e, neste contexto, a inauguração do PIX da Angola Cables contribui para melhorar a qualidade da interligação entre as redes que formam a Internet, beneficiando não só a cidade de Fortaleza, mas toda a região.

Dentro do PIX, os seus utilizadores tais como provedores de acesso à Internet e empresas de serviço de streaming estarão ligadas directamente a 174 outras redes.

Cada vez mais empresas, que precisam de trafegar dados, buscam empresas de telecomunicações que, além de fornecerem a infra-estrutura avançada e soluções inovadoras de transmissão de dados, possam oferecer um ecossistema completo e integrado, como é o caso do Data Center da Angola Cables de Fortaleza, que está a ajudar a transformar o panorama digital e de conectividade no Hemisfério Sul.

Sobre a Angola Cables

A Angola Cables é uma multinacional de Soluções de IT, focada na venda de soluções para infraestruturas de Data Center, venda de Conectividade, serviços Cloud para Provedores de Serviços de IP e ISp's para o sector corporativo, com necessidades de serviços e conexões digitais. Actualmente opera os sistemas de cabos SACS, Monet e WACS, gere dois data centers, o AngoNAP Fortaleza (Brasil) e o AngoNAP Luanda (Angola), e faz a gestão do Angonix, um Ponto de Troca de Internet que está entre os cinco maiores de África. Com uma rede robusta, a Angola Cables conecta directamente a África, Europa e as Américas, além de ter parcerias estabelecidas para se conectar à Ásia.

Assuntos Telecomunicações  

Leia também
  • 01/08/2019 16:20:53

    MSTelcom investe USD 4 milhões em novas soluções tecnológicas

    Luanda - A MSTelcom, subsidiária da Sonangol, investiu, a partir de 2018, USD 4 milhões em dois novos serviços ?MStcloud? e ?Cyber Security?, duas soluções tecnológicas, sendo uma de armazenamento e a outra de protecção de dados virtuais destinadas às empresas.

  • 25/07/2019 16:29:25

    Estado vai gastar USD 11 milhões/ano em cibersegurança

    Luanda - O Estado angolano poderá gastar USD 11 milhões/ano em cibersegurança, com a implementação de sistemas e o centro de resposta a incidentes informáticos, anunciou hoje, em Luanda, o director-geral do Instituto Nacional de Fomento da Sociedade de Informação (INFOSI), Meick Afonso.

  • 05/07/2019 17:57:43

    Angola Cables Cloud Service prevê ganhos para agentes económicos

    Luanda - A empresa angolana de telecomunicações Angola Cables lançou recentemente, em Luanda, o serviço de cloud (nuvens) com recurso à sua infra-estrutura global, disponibilizando para o mercado nacional a oportunidade das empresas reduzirem custos com investimento em hardware.