Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

20 Novembro de 2019 | 17h33 - Actualizado em 21 Novembro de 2019 | 10h42

Clientes devem mais de AKz 500 milhões à ENDE

Cabinda - Quinhentos e trinta e seis milhões de Kwanzas é o valor que mais de 39 mil clientes devem à Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade (ENDE), no município sede de Cabinda, informou à Angop hoje o chefe de departamento em exercício da área comercial, Francisco Malonda.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Central Termica de Malembo principal fonte de produção de energia electrica para cidade de Cabinda e Vila de Landana

Foto: Angop

A dívida foi contraída no período de 2016 a Outubro de 2019 por empresas públicas e singulares.

A ENDE conta, no município sede de Cabinda, com 63 mil e 728 clientes, dos quais 23 mil e 750 estão no sistema de pré-pago e 39 mil e 978 no pós-pago, onde grande parte não honra os compromissos de pagamento de energia consumida.

Francisco Malonda disse que a dívida de consumo de energia torna crítica a situação de receitas da empresa.

Disse que o sector tem usado como medidas preventivas e educativas, o corte de energia aos devedores por formas a perssuadí-los a honrarem com seus compromissos.

Por seu turno, o director da ENDE, Bravo da Rosa, ao falar sobre o 5º. aniversario da criação da empresa, assegurou que, para a quadra festiva foram já tomadas medidas para se evitar cortes, restrições ou apagões.

Apontou como medidas, os trabalhos que visam reforçar o melhoramento e a manutenção das linhas de distribuição e dos Postos de Transformação (PT) para que não haja cortes no fornecimento de energia, tendo em conta as subcargas que se registam neste período festivo.

Indicou que a ENDE em Cabinda está a conhecer melhorias de estabilidade cujos níveis de distribuição superam os 60 megaswatts contra 35 a 45 megawatts dos últimos cinco anos.

Explicou que, a instalação nos próximos dias de um novo Posto de Transformação (PT) de 250 kvas, na localidade de Tchimunto Yaco, zona de Buco-Ngoio, visa descongestionar os PTs do Mbuco e do Buco Ngoyo para melhorar o fornecimento de energia naquela zona que mais subcarga tem registado nos últimos tempos.

A ENDE em Cabinda recebe energia eléctrica da Central Térmica de Malembo, principal fonte de produção com três turbinas. Funcionam nos sistema a gás e diesel com uma produção de 95 megawatts e conta com cerca de 250 Postos de Transformação para além das subestações de Nbuco, Palacio do Governo, Matadouro, Sende e duas Centrais Térmicas do Chibodo e Santa Catarina com 30 e 10 megawatts cada.

Assuntos Província » Cabinda  

Leia também
  • 05/11/2019 20:25:40

    Multichoice investe mais de USD 200 mil

    Cabinda - Duzentos e cinquenta mil dólares norte-americanos é o investimento aplicado pela Multichoice Angola na abertura hoje (terça-feira) da sua primeira loja comercial na província de Cabinda.

  • 05/11/2019 18:46:42

    Polícia frustra tentativa de contrabando de combustível

    Cabinda - Vinte e cinco mil litros de gasolina foram apreendidos pela Polícia Nacional, em Cabinda, na posse de traficantes que tentavam transpor a linha fronteiriça com a vizinha República Democrática do Congo (RDC).

  • 04/11/2019 19:20:23

    Campanha agrícola prevê colher 600 mil toneladas

    Cabinda - Seiscentas mil toneladas de produtos diversos é o que se prevê colher, na campanha agrícola 2019/2020, na província de Cabinda, mais 100 mil toneladas em relação à última campanha.