Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

16 Novembro de 2019 | 20h42 - Actualizado em 16 Novembro de 2019 | 20h40

Atraso de verbas inviabiliza obras da centralidade de Malanje

Malanje - Os atrasos na disponibilização de verbas por parte do Ministério do Urbanismo e Habitação para a empresa Ingenium, estão a condicionar o andamento normal das obras da centralidade de Malanje.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A situação cria consequente embaraço para conclusão da primeira fase, afirmou neste sábado, o director de produção da referida empresa, Ricardo Martins, aquando da visita do governador provincial de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, às obras da centralidade.

A empreitada que está a ser erguida numa área de 7 hectares, terá numa primeira fase 14 edifícios, com um total de 212 apartamentos e empreendimentos sociais como escola, hospital, creche, lojas e posto policial.

Segundo o responsável, as obras encontram-se a 25 porcento de execução física, estando já erguidos 9 edifícios dos 14 preconizados.

O responsável da empresa fez saber ainda que os trabalhos executados até ao momento, estimam-se em 8 mil milhões de kwanzas, sendo que deste valor, apenas 4 mil milhões foram desembolsados pelo Ministério do Urbanismo e Habitação.

Na ocasião, o governador provincial, Norberto dos Santos, garantiu que vai apresentar a preocupação, dentro de dias, ao Ministério do Urbanismo, Ordenamento do Território e Habitação, de modo a dar-se maior celeridade a empreitada.

Por outro lado, o governante frisou que o governo vai continuar a ceder terrenos para a materialização da casa própria, por via da auto-construção dirigida.

Par além da centralidade de Malanje, situada no bairro Carreira de Tiro, cujas obras iniciaram em 2017 e estão orçados em 35 milhões de dólares norte-americanos, o governador inteirou-se também das obras de construção da Casa da Juventude e dos projectos de abastecimento de água de Cangandala.

Leia também
  • 16/11/2019 19:54:49

    Instituto aposta na modernização dos serviços de construção civil

    Luanda - O instituto regulador da Construção Civil e Obras Públicas (IRCCOP) está a apostar na modernização, desburocratização e simplificação dos serviços, para melhor servir os cidadãos e agentes económicos, disse neste sábado, em Luanda, o director-geral adjunto, Baltazar de Oliveira.

  • 16/11/2019 19:36:46

    Angola: Empreendedorismo feminino fomenta turismo e gera receita

    Luanda - O empreendedorismo feminino fomenta o turismo e gera receitas para o país por via do investimento privado, tornando favorável o bom ambiente de negócios, afirmou hoje (sábado), o director nacional de requalificação de infra-estruturas e produtos turísticos, Afonso Vita.

  • 16/11/2019 16:49:35

    Malanje: Governador apela implementação da agro-indústria

    Malanje - O governador de Malanje, Norberto dos Santos "Kwata Kanawa", defendeu nesta sexta-feira, na Localidade da Damba, província de Malanje, a necessidade da implementação da agro-pecuária e indústria no sector prisional.