Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

05 Novembro de 2019 | 20h37 - Actualizado em 05 Novembro de 2019 | 20h37

Centro de Larvicultura do Mucoso retoma produção

Ndalatando - O Centro de Larvicultura do Mucoso, na província do Cuanza Norte, retomou a sua produção normal de tilápia e alevinos, no passado mês de Agosto, após seis meses de paralisação, derivada de restrições no fornecimento de água e ração.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A infra-estrutura, situada na comuna de Massangano, município de Cambambe, conta com uma capacidade instalada para produção anual de 350 mil toneladas de peixe tilápia (cacusso) e dois milhões de alevinos/ano.

Em declarações hoje à imprensa, no Dondo (sede municipal), o responsável do projecto, António Escórcio, precisou que depois de ultrapassados os constrangimentos que estiveram na base da paralização, o mesmo retomou a sua produção normal a menos de quatro meses, tendo produzido já 800 mil alevinos.

Fez saber que o projecto actualmente gerido pela empresa NILATICA, de direito angolano, emprega 19 técnicos de nacionalidade angolana, produz 40 por cento da sua capacidade instalada de 350 mil toneladas de cacusso e alevinos, estes últimos distribuídos as diversas cooperativas de piscicultura das províncias de Luanda, Huambo, Malanje e Bengo, para o fomento da actividade no país.

Segundo António Escórcio, com a recuperação total dos tanques de produção de engordas, a fábrica de ração, e outras áreas de apoio, augura-se por um aumento significativo dos níveis da produção do empreendimento estimada em 350 mil toneladas de peixe tilápia (cacusso) e dois milhões de alevinos por ano.

O centro e Larvicultura de Mucoso tem instalados 27 tanques, dos quais 18 tanques de engorda com a capacidade para 450 mil litros de água cada.

Inaugurado em Março de 2015, o empreendimento implementado pelo Ministério das Pescas, no âmbito do programa de fomento da aquicultura (criação de peixes em reservatórios), visa essencialmente a produção intensiva de alevinos para o fomento da piscicultura no país.

Além de Mucosso, na comuna de Massangano (Cambambe), o fomento da aquicultura na provincial do Cuanza Norte, extende-se aos municipios de Cazengo (sede da província) e Lucala, onde são controlados mais 20 produtores de tilápia.

Actualmente a província tem cadastrados 39 áreas para a prática da pesca artesanal continental e da aquicultura, existem em funcionamento 108 tanques, 104 pessoas estão empregados neste processo productivo.

Leia também
  • 04/11/2019 19:23:32

    Cooperativas de pescadores denunciam vandalismo em Calumbo

    Luanda - Responsáveis das cooperativas de pescadores da comuna de Calumbo, no município de Viana, em Luanda, denunciaram a existência de cidadãos, nacionais e estrangeiros, que vandalizam e destroem a fauna das lagoas naquela localidade.

  • 01/11/2019 18:11:39

    Apontado investimento na produção do algodão

    Dondo - O consultor do Ministério da Indústria, Mauro Pereira, apontou quinta-feira, no Dondo, município de Cambambe, Cuanza Norte, o investimento na produção interna do algodão, como base para o relançamento da indústria têxtil nacional.

  • 31/10/2019 13:30:28

    Turiagri investe USD 4 milhões em indústria de ração

    Lucala - O grupo empresarial Turiagri está a investir, no município do Lucala, província do Cuanza Norte, numa fábrica de ração animal com capacidade para produzir 40 mil toneladas/ano.