Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

01 Novembro de 2019 | 19h04 - Actualizado em 01 Novembro de 2019 | 19h02

Economista considera acertada liberalização da taxa de câmbio

Luanda - O economista angolano, Pedro Amilcar, considerou hoje (Sexta-feira) em Luanda, de acertada a medida do BNA de liberalizar a taxa de câmbio, afirmando que a médio e longo prazo vai permitir que haja paridade no valor entre o mercado formal e informal e o desaparecimento do último.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Edificio do Banco Nacional de Angola " BNA "

Foto: Francisco Miúdo

“A medida foi tomada muito tarde, mas é positiva”, considerou o economista e professor universitário, aconselhando o BNA a criar mecanismos de controlo para que a decisão tenha os efeitos desejados.

Para o docente do Instituto Superior Politécnico Tocoista, a decisão foi tomada tarde porque a fixação da taxa de câmbio pelo BNA fazia que as divisas fossem desviadas para o mercado paralelo e dificilmente os bancos comerciais atendiam as solicitações dos clientes.

Disse que a liberalização da taxa de câmbio vai permitir que o preço se estabeleça na interação entre a oferta e a procura.

Em relação a uma a possível hiperinflação e descontrolo de preços dos produtos disse que a medida do BNA visa evitar isto.

Disse ser necessário que o BNA crie condições para que os bancos comerciais tenham divisas porque a taxa de câmbio vai depender da relação entre a procura e a oferta.

A pressão sobre o preço das divisas vai ser em função da quantidade que estiver disponível para os que necessitam.

“Quando os bancos poderem satisfazer as necessidades dos cidadãos que procuram por divisas, paulatinamente a taxa de câmbio vai cair, mas será necessário que o BNA monitorize”, referiu.

Aconselhou ao Banco Nacional de Angola a definir prioridades na venda de divisas para questões de saúde, importação de bens alimentares e matéria prima.

Assuntos Banca   Província » Luanda  

Leia também
  • 01/11/2019 13:44:21

    Decorrem em Luanda Oficinas de Análise Orçamental

    Luanda - As "Oficinas de Análise Orçamental", no âmbito de um programa regional de apoio para o reforço da fiscalização das Contas Públicas nos Países Africanos de Língua Portuguesa (PALOP) e Timor Leste, decorrem entre os dias quatro e oito de Novembro no Tribunal de Contas, em Luanda.

  • 28/10/2019 11:29:15

    Feira serviu para oportunidades e promoção de negócios - expositores

    Luanda- Responsáveis municipais e expositores da Feira de Negócios dos Municípios de Luanda, que decorreu de 23 a 27 deste mês,no município de Belas, consideraram o evento como uma oportunidade para a promoção dos seus negócios .

  • 27/10/2019 17:37:36

    Nova fábrica de água mineral cria mais de 40 empregos

    Luanda - Pelo menos 42 postos de trabalho directos para jovens foram criados, neste domingo, no município de Viana, com a inauguração de uma fábrica de água de mesa denominada “Renascer”.