Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

02 Novembro de 2020 | 20h17 - Actualizado em 03 Novembro de 2020 | 11h20

Zini estreia-se nos Palancas Negras

Luanda - O avançado do 1.º de Agosto Ambrosine Salvador "Zini" constitui a novidade dos convocados da Selecção Nacional, para os confrontos com a República Democrática do Congo (RDC), de apuramento ao próximo Campeonato Africano das Nações em futebol, a disputar-se em 2022, nos Camarões.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

De 18 anos, Zini marca a sua estreia nos Palancas Negras, como também é designada a equipa nacional, fruto das boas exibições nas selecções jovens e no seu clube.

O atleta esteve no Campeonato do Mundo de Sub -17, disputado no Brasil, em 2019, prova em que marcou dois golos em quatro jogos.

No passado sábado, foi preponderante na vitória dos "militares" sobre o Sagrada Esperança, em que apontou um dos tentos da vitória de 3-2, para a segunda jornada do quadrangular denominado “Trumuno Fora de Época”.

Em relação à última convocatória para os amistosos frente a Moçambique (triunfo de 3-0, dia de Outubro) e Guiné-Bissau (não se realizou), o destaque vai para as ausências dos internacionais Zito Luvumbo e Capita, jovens futebolistas que também evoluíram no Mundial do Brasil.

Falando em conferência de imprensa, o seleccionador nacional, Pedro Gonçalves, justificou a chamada de alguns jogadores, embora não estejam a jogar, como o caso de Ary Papel.

Segundo o técnico, a experiência do atleta, agora confirmado no Ismaily do Egipto, foi determinante para a sua convocatória.

Pedro Gonçalves referiu-se ainda às suas habilidades técnicas e frequência em selecções, tornando-se numa mais-valia para o combinado nacional, que almeja vencer o duplo desafio com os congoleses.

 Ary Papel esteve na lista de futebolistas que participaram no amistoso, em Outubro, frente a Moçambique, em Portugal, mas foi afastado por testar positivo à Covid-19.

O treinador mostrou-se convicto numa dupla vitória diante da RDC, no dia 14, em Kinshasa, e dia 17, em Luanda, em jogos da terceira e quarta jornadas do grupo D.

Apesar de ter reconhecido o potencial do adversário, que possui jogadores a actuarem nos principais campeonatos do mundo, o técnico acredita que a qualidade dos convocados permitirá contrapor os intentos do opositor.

Na corrida ao CAN dos Camarões, os Palancas Negras perderam na estreia para a Gâmbia, por 1-3, e na segunda ronda diante do Gabão, por 1-2, estando na última posição, sem pontuar.

Os congoleses figuram na terceira posição (dois pontos), enquanto os gambianos e gaboneses lideram a série com quatro  cada.

 Eis a convocatória completa:

Guarda-redes: Kadu (Sporting de Espinho de Portugal), Antoine Dominique (Petro de Luanda) e Hugo Marques (Farense de Portugal);

Defesas: Anderson Lucoqui (Arminia Bielefeld da Alemanha), Bastos (AL Ain/Arábia Saudita), Diógenes (Petro de Luanda), Inácio Santos (U Cluj da Roménia), Jonas Ramalho (Girona de Espanha), Jonathan Buatu (Sint-Truiden da Bélgica), José Matuwila (Petro de Luanda), Núrio Fortuna (Gent da Bélgica) e Paizo (1.º de Agosto);

Médios: Fredy (Antalyaspor dav Turquia), Edgar André (FC Sion da Suíça), Felício João “Milson” (Marítimo), Herenilson (1.º de Agosto), Show (Boavista de Portugal) e Valdomiro Estrela (sem clube).

Avançados: Fábio Abreu (Moreirense de Portugal), Geraldo (Al Ahly do Egipto), Gelson Dala (Rio Ave de Portugal), Ary Papel (Ismaily/Egipto), Mateus Galiano (Penafiel de Portugal), Vá (Pafos do Chipre), Zini (1º de Agosto) e Mabululo (1.º de Agosto).

Assuntos Futebol  

Leia também