Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

14 Julho de 2020 | 19h09 - Actualizado em 15 Julho de 2020 | 12h49

Provedores de internet com novo nó de interligação IXP

Luanda - O novo nó de interligação dos provedores de serviços de internet no país, designado por Angola IXP (Internet Exchange Point), foi lançado esta terça, em Luanda, após o seu alojamento no Data Center da empresa Internet Tecnologies Angola (ITA).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Novo Data center do ITA

Foto: Cedida

Numa acção  da Associação Angola de Provedores de Serviços de Internet (AAPSI) com o patrocínio da ITA, o  novo nó de ligação do Internet Exchange Point, entre outras vantagens, contribuirá para o fim do alojamento dos servidores de alguns provedores de serviços de internet  no estrangeiro, reduzindo os custos operacionais.

Esta nova ferramenta, cujo lançamento oficial decorreu no formado de videoconferência, vai contribuir, de igual modo, na construção de uma infra-estrutura de comunicações robusta no país, melhorar o intercâmbio, a interligação e troca de dados entre as redes de operadores e entidades que disponibilizam conteúdos digitais.

O Angola IXP  vai proporcionar à comunidade de Internet em Angola “excelentes”condições de alojamento, segurança e conectividade, trazendo  vantagens do seu alojamento num Data Center moderno e com especificações internacionais como o disponibilizado pela ITA. 

Este  novo IXP prevê  benefícios técnicos e económicos para a comunidade da internet para Angola e outros países a nível da região, como a dinamização da conectividade, maior capacidade e redundância para as ligações nacionais  e internacionais,  pré-requisitos essenciais que podem transformar o país em “HUB” de dados em África.

O mesmo poderá permitir a atracção de conteúdos para o país, por exemplo Youtube, Facebook, Akamai, Microsoft,  entre outros.

Para presidente da AAPSI, Sílvio Amada, é uma oportunidade que veio melhorar as condições de comunicação entre os operadores de telecomunicações e que trará benefícios técnicos e económicos para Angola e em toda a comunidade da Internet. 

“Este novo nó enquadra-se no plano estratégico da AAPSI, que  visa capacitar Angola de uma infra-estrutura de interligação fiável e de âmbito nacional, beneficiar operadoras e entidades que  poderão passar a ter redundância geográfica na ligação ao IXP”, apontou Sílvio Almada, no acto de apresentação da nova ferramenta.

Acrescentou que o valor  da quota  para  ligar  ao  IXP  está na ordem de  um milhão e 500 mil kwanzas, ano,  um  montante que pode  sempre sofrer ajustes desde que os associados  achem conveniente.

O valor da quota  anual é definido  em função  da categoria  de acesso a associação, que dispõe de categorias como associados efectivo, observadores gold,  silver e individual. 

Por seu turno, o director-geral da ITA, Francisco Pinto Leite,  diz que dinamizar a conectividade nacional e internacional vai de encontro aos objectivos da empresa que quer transformar Angola em HUB de dados em África.

A intenção, adiantou, é fazer com que os operadores e fornecedores de conteúdos e serviços digitais beneficiem de uma rede de serviços de telecomunicações em África, com destaque na região da SADC.

Em Angola,  entre 1998-2000, foram lançados os  novos serviços ISPs (SNet, SRC-Angola, Multitel), em 2002 (Nexus, MsTelecom, MundoSterl e Wezacom), 2005 (Movinet-CDMA 1XRTT, Unitel -GPRS).

Em 2006  é lançado o Angola-IXP TVCabo (Net+TV), em 2009, o Angola Cables, em 2010  foi fundada a AAPSI ZAP- internet por fibra,  agora em 2020, surge o novo N’o Angola IXP.

Com  170 colaboradores, a ITA,  ao  longo dos últimos 15 anos,  diz ter  crescido exponencialmente e é, actualmente, o maior operador privados do sector, um prestador de soluções integradas e fiáveis de telecomunicações que envolvem Internet, VPN MPLS, Data Center, Cloud Services e Voz. 

A ITA é  membro fundador do Grupo Paratus África, um operador multinacional de telecomunicações e tecnologias de informação,  que está a consolidar uma rede própria no continente.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 10/07/2020 23:12:35

    INFOSI mantém operacionalidade do domínio AO

    Luanda - O director-geral do Instituto Nacional de Fomento da Sociedade da Informação (Infosi), Merck Afonso, garantiu estar operacional o domínio AO, ponto de referência de Angola, que permite a localização de empresas particulares e serviços públicos na internet.

  • 07/07/2020 21:27:34

    Nova operadora equilibra mercado de telecomunicações

    Luanda - O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, afirmou esta terça-feira, em Luanda, que a nova operadora de telefonia licenciada para operar em Angola vai equilibrar o mercado e criar e oportunidades de emprego.

  • 17/06/2020 13:35:27

    Especialista informático quer abordagem sobre crimes cibernéticos

    Luanda - O especialista em crimes cibernéticos, Hélio Pereira, afirmou, na terça-feira, ser necessário a promoção de uma abordagem séria sobre os crimes cibernéticos, face ao aumento de notícias sobre este tipo de crimes no país.