Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

18 Março de 2020 | 17h09 - Actualizado em 18 Março de 2020 | 17h21

Burkina Faso regista primeira morte por Covid-19

Ouagadougou - O Burkina Faso registou hoje a primeira morte pelo novo coronavírus, a primeira na África subsaariana, ainda pouco afectada pela epidemia, embora o número de casos esteja a aumentar.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Dístico do COVID-19, novo Coronavírus

Foto: Divulgação

"Registamos durante a noite a morte de um paciente de 62 anos (Burkinabe), diabético, que estava nos cuidados intensivos", disse o professor Martial Ouédraogo, coordenador da equipa de resposta à epidemia do Covid-19 no país.

Com uma população de 20 milhões de habitantes, o país tem agora 27 casos de infecção com o Covid-19.

Em Ouagadougou, a população permanece calma, apesar da notícia da primeira morte, com os habituais engarrafamentos de trânsito nas ruas, onde todos se movimentam e, ao contrário da vizinha Côte d’Ivoire, ninguém se precipita para as lojas de alimentos", relata um correspondente da agência de notícias francesa AFP.

A televisão nacional transmite regularmente mensagens de prevenção contra o vírus nas diferentes línguas do país, enquanto nas redes sociais muitos internautas reclamam as medidas decididas pelas autoridades no sábado, como o encerramento de escolas e a suspensão de manifestações e encontros públicos e privados.

Na África Ocidental, o Senegal é o país mais afectado pela epidemia, com 27 casos.

O número total de casos de infecção por Covid-19 em África subiu para 588 (África do Norte e subsaariana) e número de mortes para 16 (6 no Egipto, 6 na Argélia, 2 em Marrocos, 1 no Sudão e agora 1 e no Burkina Faso), de acordo com a última avaliação de hoje da AFP.

Os países do Norte de África são os mais afectados, sendo que o Egipto é o país que tem mais casos (196).

Na África Subsaariana, a África do Sul (com 56 milhões de habitantes), a principal potência económica juntamente com a Nigéria, têm o maior número de casos (116), disse o Ministério da Saúde.

O continente africano, onde o primeiro caso surgiu em Fevereiro, precisamente no Egipto, permanece por enquanto relativamente poupado pela epidemia em comparação com a China, Europa ou Estados Unidos.

Porém, trinta dos 55 países africanos, já estão a ser atingidos pela epidemia.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infectou mais de 200 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 8.200 morreram.

Das pessoas infectadas, mais de 82.500 recuperaram da doença.

A China registou nas últimas 24 horas 11 mortos e 13 novos casos infecção pela Covid-19, mas só um é de Wuhan, todos os outros 12 são importados.

O surto começou na China, em Dezembro, e espalhou-se por mais de 146 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Assuntos Burkina Faso  

Leia também