Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

01 Novembro de 2020 | 11h59 - Actualizado em 01 Novembro de 2020 | 11h58

FMI concede ao Mali alívio alargado da dívida

Washington - O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou uma segunda parcela de seis meses de alívio do serviço da dívida do Mali, ao abrigo do Fundo Fiduciário para Contenção e Atenuação dos efeitos de Catástrofes (DCRT).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Um comunicado de imprensa do FMI, disponibilizado á PANA sábado, em Washington, diz que esta aprovação segue-se à primeira parcela de seis meses aprovada a 13 de Abril de 2020, para permitir o desembolso de subvenções da CCRT para o pagamento do serviço da dívida elegível do FMI, de 14 de Outubro de 2020 a 13 de Abril de 2021, e estimada em 10,59 milhões de dólares americanos.

De acordo com a declaração, o alívio do serviço da dívida libertará recursos financeiros para continuar a reforçar a capacidade de cuidados de saúde do país e abordar os impactos sociais e económicos da pandemia da covid-19.

Esta aprovação complementa uma lista anterior de 28 países de baixos rendimentos que receberam, em 02 de Outubro de 2020, a segunda parcela semestral de alívio do serviço da dívida ao abrigo do CCRT.

A aprovação do Mali foi adiada devido ao golpe de Estado de 18 de Agosto de 2020 e ao tempo necessário para formar o governo de transição, acrescentou a nota do FMI.

Assuntos Economia  

Leia também