Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

31 Janeiro de 2020 | 19h23 - Actualizado em 31 Janeiro de 2020 | 19h23

Governo de São Tomé e Príncipe dá posse a três novas chefias militares

São Tomé - O primeiro-ministro de São Tomé e Príncipe, Jorge Bom Jesus, empossou hoje o coronel Olinto de Ceita Paquete no cargo de vice-chefe de Estado Maior das Forças Armadas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Jorge de Bom Jesus, primeiro-ministro de São Tome e Príncipe

Foto: Quintiliano dos Santos

Na cerimónia foram empossados também o coronel José Maria de Menezes e o capitão-de-mar-e-guerra Pedro Afonso de Barros nos cargos, respectivamente, de comandante do Exército e comandante da Guarda Costeira.

No ato que decorreu no Palácio do Governo foi promovido por distinção o tenente-coronel Albertino do Sacramento Neto para o posto de coronel.

O ministro da Defesa e Administração Interna, Óscar Sousa, considerou as graduações e as tomadas de posse como histórico no seio das Forças Armadas.

"Eles vão juntar-se ao Chefe de Estado Maior General das Forças Armadas e constituir uma equipa reforçada para alavancar a instituição militar", disse Óscar Sousa.

Albertino Sacramento Neto, de 86 anos, que ainda no período colonial envergava a patente de sargento, lamentou que os anteriores governos o tenham "marginalizado".

"Depois de um longo período de marginalização, a história fez com que aparecesse uma nova maioria governativa que repôs o retorno à história de São Tomé. Esta nova maioria foi a única que me honrou com esta distinção", disse Albertino Sacramento Neto.

Leia também