Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

02 Outubro de 2019 | 23h03 - Actualizado em 03 Outubro de 2019 | 10h10

Senegal inicia gratuitidade de quimioterapia de cancros femininos

Dakar - O tratamento por quimioterapia dos cancros femininos tornou-se gratuito em todas as estruturas de saúde pública do Senegal, a partir desta terça-feira, dia que marca o arranque de um mês de campanha de luta e de sensibilização contra o cancro da mama intitulada ?Outubro Rose?.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira do Senegal

Foto: Divulgação

Esta medida abrange particularmente os cancros do colo do útero e da mama que constituem, no Senegal, a segunda e terceira causas de falecimento nas mulheres, depois do fígado.

"Trata-se de uma medida de alto alcance social e sanitário, a favor da mulher senegalesa”, revela o Governo que satisfaz assim um antigo pedido da Liga Senegalesa contra o Cancro (LISCA).

Segundo o Ministério da Saúde e Acção Social, o Governo inscreveu, no orçamento nacional de 2019, um bilião de francos CFA (cerca de dois milhões de dólares americanos), para a assistência dos pacientes de cancro.

No quadro do reforço da assistência dos diferentes cancros femininos, o Governo assinou recentemente com a República da Coreia do Sul um financiamento relativo à construção do Centro Nacional de Oncologia de Diamniadio, a cerca de 30 quilómetros a leste de Dakar.

Há um ano, o Estado do Senegal introduziu a vacina contra o cancro do colo do útero no Programa Alargado da Vacina (PEV) e tenciona vacinar anualmente, contra esta doença, 95 mil crianças de nove anos de idade.

Os dados oficiais indicam que, anualmente, o Senegal regista mil novos casos de cancro da mama, uma doença que afecta uma mulher em oito.

Assuntos África  

Leia também
  • 02/10/2019 23:00:06

    Preço do cacau sobe 19% na Côte d'Ivoire

    Abidjan - O preço do cacau, na Côte d'Ivoire, registou um aumento de 10 por cento, para a nova campanha de comercialização do produto oficialmente aberta, terça-feira.

  • 02/10/2019 22:57:34

    Tribunal mantém prisão de candidato presidencial na Tunísia

    Túnis - A Câmara de Acusação do Tribunal de Apelação de Túnis rejeitou, terça-feira à tarde, o pedido de libertação de Nabil Karoui, candidato do partido Qalb Tounés, qualificado para a segunda volta das eleições presidenciais antecipadas, na Tunísia.

  • 02/10/2019 22:38:54

    Botswana celebra 53º aniversário da Independência

    Gaborone - O Presidente tswanês, Mokgweetsi Masisi, e a sua esposa Neo, celebraram, numa comunhão total com a nação tswanesa, o 53º aniversário da Independência nacional, a 30 de Setembro de 2019, no estádio nacional de Gaborone, a capital.