Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

21 Dezembro de 2018 | 09h54 - Actualizado em 21 Dezembro de 2018 | 12h33

Relatório da ONU denuncia violações de mulheres em grupos

Tripoli - Um relatório da ONU, divulgado quinta-feira e que inclui entrevistas com migrantes que passaram pela Líbia, revela que a ?maioria esmagadora? das mulheres relataram ter sofrido violações em grupo por traficantes ou que testemunharam outras pessoas serem abusadas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da ONU

Foto: Foto divulgação

O relatório, citado pela Lusa e elaborado pelo Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos e pela missão da organização na Líbia, abrange o período entre Janeiro de 2017 e Agosto de 2018.

Segundo o Gabinete do Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos, o relatório revela "horrores inimagináveis" entre os migrantes que procuram chegar à Europa através da Líbia.

Os investigadores juntaram 1.300 testemunhos em primeira mão para o relatório que detalham "uma terrível série de violações e abusos cometidos por funcionários do Estado, grupos armados, contrabandistas e traficantes contra migrantes e refugiados".

Entre os crimes cometidos contra os migrantes estão assassínios, tortura, detenções arbitrárias, violações em grupo, escravidão, trabalho forçado e extorsão.

Assuntos Direitos Humanos  

Leia também